Fazer dieta e não “comer por dois” é seguro para grávidas

Especialistas analisaram 44 estudos anteriores envolvendo mais de 7 mil mulheres para fazer recomendação

Foto: Stock Images

Fazer dieta na gravidez é seguro para mulheres e não traz riscos para o bebê, diz análise publicada na “British Medical Journal”. Os especialistas tomaram como fonte 44 estudos anteriores, envolvendo mais de 7 mil mulheres para recomendar a limitação de calorias, a dieta equilibrada e a ingestão de alimentos como grãos integrais, frutas e legumes.

A sugestão é seguir uma dieta saudável sem pensar em “comer por dois”. Isto previne o excesso de peso e ainda diminuiu o risco de complicações. Na Europa e nos Estados Unidos, entre 20% a 40% das mulheres ganham mais do que o peso do que o recomendado durante a gravidez. Estas taxas têm tendência de crescimento.

Mesmo tendo analisado tantos estudos anteriores, a recomendação recém-publicada não está livre de polêmica. Por exemplo, o Instituto Nacional de Saúde e Excelência Clínica (Nice, na sigla em inglês), do Reino Unido, publicou em 2010 um comunicado no qual orienta as gestantes a não fazer dieta, “pois pode prejudicar a saúde do bebê”.

Excesso de peso está associado a complicações na gestação como pré-eclampsia, diabetes e pressão arterial elevada, assim como o parto prematuro.

– Devemos ter o cuidado de observar que os pesquisadores não estão aconselhando as mulheres a perder peso durante a gravidez – salientou Janine Stockdale, do Royal College of Midwives, que forma parteiras no Reino Unido, em entrevista à BBC.

Leia mais
Comente

Hot no Donna