Festival de Cinema de Paulínia começa nesta quinta-feira e exibe longas aguardados

O Palhaço, de Selton Mello, e Trabalhar Cansa, de Juliana Rojas e Marco Dutra estão entre os filmes que concorrem ao prêmio

Selton Mello é diretor e ator do filme "O Palhaço"
Selton Mello é diretor e ator do filme "O Palhaço" Foto: Imagem Filmes

Com cerca de R$ 800 mil em prêmios, recorde entre os eventos semelhantes no país, começa nesta quinta-feira a 4ª edição do Festival de Cinema de Paulínia. Realizado na cidade de 82 mil habitantes do interior paulista, a mostra competitiva vai exibir em primeira mão no país longas aguardados como O Palhaço, de Selton Mello, e Trabalhar Cansa, de Juliana Rojas e Marco Dutra.

Corações Sujos, do diretor Vicente Amorim (realizador da coprodução internacional Um Homem Bom), será o filme de abertura. Completam a disputa entre os longas-metragens de ficção (o melhor filme fatura a notável quantidade de R$ 250 mil) A Febre do Rato, de Cláudio Assis, Onde Está a Felicidade?, de Carlos Alberto Riccelli, Meu País, de André Risturm, e Os 3, de Nando Olival. Há ainda seis longas documentais concorrentes, além de 12 curtas brasileiros.

Paulínia é a cidade da refinaria Replan. É também a sede do maior pólo cinematográfico do país, recentemente construído pela Petrobras. Nos três primeiros anos de festival na cidade, saíram vencedores os filmes Encarnação do Demônio, de José Mojica Marins, Olhos Azuis, de José Joffily, e o longa coletivo 5x Favela _ Agora por Nós Mesmos, produzido por Cacá Diegues.

Este ano, o festival terá uma semana de duração. O encerramento está programado para o dia 14, quinta-feira, com a exibição do inédito Assalto ao Banco Central, dirigido por Marcos Paulo.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna