Filho de gestante que fuma é mais propenso ao vício

Cigarro também pode causar danos irreversíveis ao bebê

Celulite também pode ser potencializadas pelo tabagismo
Celulite também pode ser potencializadas pelo tabagismo Foto: Sxc.hu

Você sabia que um único cigarro fumado por uma gestante pode causar danos irreversíveis ao bebê? É isso o que afirma o médico Dr. Gilberto Nagahama, ginecologista do Hospital San Paolo (SP). Segundo ele, a nicotina é capaz de acelerar em poucos minutos os batimentos cardíacos do feto, devido ao efeito da substância sobre o seu aparelho cardiovascular.

Vários estudos estão sendo realizados sobre o tema, e já se sabe que o cigarro pode causar infertilidade, além de a gestante ter quatro vezes mais chances de desenvolver a gravidez ectópica (que é quando o feto se desenvolve fora do útero).

Além de todos os efeitos nocivos já conhecidos, um estudo realizado por pesquisadores europeus apontou que uma mãe que fuma durante os nove meses que antecedem o parto aumenta a vulnerabilidade do filho em relação à substância- Ou seja, uma pessoa cuja mãe fumou na tgravidez será mais propenso ao vício, e fumará mais cedo do que o considerado normal.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna