Fotos do topless de Kate não custaram caro para a revista Closer

Fotógrafo francês diz que as fotos, se tivessem sido vendidas de forma independente, teriam custado milhões

Jornal irlandês também publicou as fotos da duquesa de Cambridge divulgadas na revista francesa
Jornal irlandês também publicou as fotos da duquesa de Cambridge divulgadas na revista francesa Foto: ROSLAN RAHMAN

As fotos de Catherine Middleton em topless foram tiradas por um fotógrafo irlandês que vive no sul da França e não custaram caro para a revista Closer, segundo revelou o fotógrafo francês Pascal Rostain.

– Quando uma revista contrata um fotógrafo ou uma agência, o preço é fixado de antemão. Podem ser uns 1.000 euros por dia de trabalho, mais os gastos, e alguns milhares de euros pelas fotos – afrimou renomado “paparazzo” francês à AFP.

– O fotógrafo ou a agência, que em geral detém os direitos sobre as vendas internacionais, pode ganhar muito dinheiro depois de ceder as imagens a publicações de outros países – , explicou ainda.

De acordo com Rostain, se as fotos de Kate tivessem sido oferecidas de forma independente a publicações como Paris Match, Closer ou Voici, o preço teria sido de milhares de euros. Ele afirma saber quem é o autor das fotos.

– No pequeno mundo dos paparazzi, a gente evidentemente sabe quem foi, mas jamais vou dizer quem é. Só posso dizer que é um irlandês, que vive no sul da França.

O fotógrafo francês condenou ainda a atitude da imprensa popular britânica, que reagiu negativamente à publicação das fotos.

– É o pudor hipócrita de quem esquece que, quando o presidente (Nicolas) Sarkozy visitou a Inglaterra, os jornais The Sun e Daily Mail publicaram fotos da primeira-dama (Carla Bruni) totalmente nua – recordou, referindo-se às fotos tiradas na época em que Bruni era una famosa top model.

Leia mais
Comente

Hot no Donna