John Galliano é expulso de sua própria marca

Depois de ser demitido da Dior, estilista está fora também da John Galliano

Declarações de John Galliano custaram seu cargo na maison
Declarações de John Galliano custaram seu cargo na maison Foto: Francois Guillot

Depois de amargar uma demissão da Christian Dior por causa de acusações de conduta racista, o estilista John Galliano foi expulso essa semana do cargo de estilista da marca que leva seu próprio nome, John Galliano.

A notícia foi divulgada pela revista especializada Women’s Wear Daily, que informa que Galliano foi afastado formalmente pelos diretores da empresa, cujo capital pertence 91% à Christian Dior S/A. A expulsão representa o corte definitivo de relações entre o grupo e o designer, que esteve internado em um clínica de reabilitação nos Estados Unidos para se recuperar do vício em álcool.

O futuro da marca John Galliano ainda não está definido, mas fontes próximas à empresa adiantaram que a venda não é uma opção para breve, apesar do interesse de grupos italianos, chineses e do Oriente Médio. A equipe de estilo continua trabalhando e a pré-coleção verão 2012 está sendo produzida. A imprensa especializada aposta no italiano Riccardo Tisci para ocupar o lugar do designer na Dior.

Galliano vai a tribunal no próximo dia 12 de Maio, para responder por ter insultado um casal que se encontrava sentado numa esplanada de um café, num bairro de Paris. Galliano pode cumprir pena de seis meses de prisão e a pagar uma multa de 22,5 mil euros.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna