Johnny Depp rejeita rótulo de sex symbol

Aos 46 anos, o ator reconhece que foge da fama e da vida pública

O ator confessa ter roubado um livro para aprender a tocar violão
O ator confessa ter roubado um livro para aprender a tocar violão Foto: Daniel Deme, EFE

O ator americano Johnny Depp não parece muito de acordo com a imagem de homem atraente para as mulheres, já que, como disse, “com 46 anos não se pode ser um sex symbol”.

O protagonista de Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet reconhece também que foge da fama e evita ao máximo possível o contato com a vida pública, em entrevista que aparece hoje na revista alemã TV Movie. Para isso, Depp se refugia com a família em sua própria ilha no Caribe, onde “não há fotógrafos nem comércios”.

– Lá, podemos ser simplesmente nós mesmos – diz ele. – Não fico à vontade entre as pessoas – reconhece o ator, conhecido sobretudo por seu papel como o capitão Jack Sparrow na série de filmes Piratas do Caribe.

O ator, porém, expressa sua admiração por colegas como Brad Pitt e Angelina Jolie, que não parecem ter problemas com a perseguição dos fotógrafos. Quanto a seu último filme, Inimigos Públicos, em que faz o papel do lendário assaltante de bancos do Oeste americano John Dillinger, assegura ter muitas coisas em comum com ele.

– Da mesma forma que Dillinger, violei a lei pela primeira vez com 12 anos – revela Johnny Depp, que relata um pouco envergonhado que então roubou de uma loja de música um livro porque queria aprender a tocar violão.

Leia mais
Comente

Hot no Donna