Joias de Evita Perón são recuperadas pela polícia italiana

Avaliadas em seis milhões de euros, peças haviam sido roubadas há dois anos

Joias de Evita foram roubadas em 2009
Joias de Evita foram roubadas em 2009 Foto: Ver Descrição

Joias pertencentes à ex-primeira-dama argentina Eva Perón, que haviam sido roubadas há dois anos em Valência, na Espanha, foram encontradas hoje pela polícia em um quarto de hotel de luxo em Milão, no norte da Itália.
  
Na operação, as forças de ordem também prenderam um sérvio de 40 anos, cuja ordem de detenção havia sido expedida pelas autoridades espanholas em maio de 2010. De acordo com os policiais, sete pessoas estiveram envolvidas no crime. 
   
O resgate das joias de Evita foi possível por uma operação liderada pelo Núcleo de Investigação dos carabineiros de Milão, em cooperação com a Polícia Nacional espanhola, que foi iniciada uma semana após o roubo.
  
O quarto de hotel de luxo em que as joias foram achadas estava alugado para um homem sob nome falso. Os carabineiros esperaram ele sair para entrar no local.
  
As joias, avaliadas em seis milhões de euros, foram roubadas em 17 de dezembro de 2009 na Joalheria Sofía de Valência por um grupo de ciganos de etnia rom, que na ocasião levaram outras joias, no total de dez milhões de euros.
  
O roubo foi considerado o maior caso de “rip-deal” (fraude de alto padrão) de todos os tempos já ocorrido na Europa.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna