Justin Bieber apresenta condolências por paparazzo morto

Cantor mandou orações e pediu leis mais duras contra os fotógrafos de celebridades

Foto: afp

O ídolo pop Justin Bieber enviou suas orações nesta quarta-feira – e também pediu leis mais duras contra os paparazzi – depois que um fotógrafo morreu em uma rodovia ao tentar tirar uma foto de sua Ferrari.

A polícia de Los Angeles afirmou que o jovem cantor de 18 anos não estava no carro de luxo quando este foi parado por excesso de velocidade no dia de Ano Novo e que o fotógrafo não identificado estava na pista e foi atropelado por um veículo que se aproximava.

– Embora eu não estivesse presente ou diretamente envolvido neste trágico acidente, meus pensamentos e orações estão com a família da vítima -, disse Bieber em comunicado transmitido para vários sites americanos.

– Espero que essa tragédia finalmente inspire uma legislação significativa e quaisquer outras medidas necessárias para proteger a vida e a segurança de celebridades, policiais, inocentes pedestres e dos próprios fotógrafos -, acrescentou.

O fotógrafo de Los Angeles Thibault Mauvilain disse à imprensa no local do ocorrido que a vítima, um amigo seu, se chamava Chris e trabalhava como fotógrafo:

– Mas não como paparazzo – ele era apenas mais um garoto do Novo México.

Bieber, que se apresentou na noite de Ano Novo na Times Square, em Nova York, tem um histórico de desentendimentos com paparazzi. Em maio, ele supostamente chutou e socou um fotógrafo em um estacionamento, mas nenhuma acusação foi feita.

Leia mais
Comente

Hot no Donna