Karl Lagerfeld se diz “furioso” com Galliano, processado por ofensa racial

Estilista alemão diretor da Chanel criticou o escândalo envolvendo colega de profissão

Shakira faz show dia 15 de março, na Capital
Shakira faz show dia 15 de março, na Capital Foto: Divulgação

O estilista alemão Karl Lagerfeld rompeu o silêncio incômodo, observado no mundo da moda, ante as recentes declarações de John Galliano, dizendo-se “furioso” contra seu colega britânico, processado em Paris por injúria.

Em entrevista ao jornal americano Women’s Wear Daily, ele afirmou:

? Estou furioso, se vocês quiserem saber, furioso de que isto tenha podido acontecer.

John Galliano, diretor artístico da Maison Dior, em estado de embriaguês proferiu ofensas raciais e antissemitas. Foi demitido. Ele nega os fatos e entrou com uma queixa por difamação, apresentando desculpas na quarta-feira.

? A questão, agora, não é nem saber o que ele disse verdadeiramente. A imagem e as palavras correram o mundo, uma imagem horrível da moda que leva a pensar que os estilistas, em seu conjunto, pareçam com isto ? acrescentou Lagerfeld.

No mundo dos negócios, “principalmente com a internet, deve-se ser ainda mais prudente, em particular quando se é uma figura pública. Não se pode ir para a rua em estado de embriaguês, há coisas que não se pode fazer”, destacou Karl Lagerfeld, diretor artístico da casa Chanel.

? Estou furioso contra ele também pelo prejuízo causado ao grupo LVMH e a Bernard Arnault, proprietário da Dior ? disse.

Vários estilistas ouvidos pela AFP preferiram não reagir publicamente à questão. Nos corredores o belga Dries Van Noten simplesmente declarou à AFP que acha tudo isto “muito triste”.

A atriz Natalie Portman também foi a público criticar a postura de Galliano.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna