Kim Kardashian processa fundador do YouTube por divulgar imagens de seu noivado, diz site

Rapper Kanye West alugou um estádio de futebol para fazer o pedido

Foto: Instagram

Parece que Kim Kardashian não gostou nada de ver um vídeo de seu noivado na internet. Por isso, a socialite estaria processando um dos fundadores do YouTube, Chad Hurley, que teria sido o respondável pela divulgação das imagens, segundo informações do site de celebridades TMZ.

Leia mais:
>> Kim Kardashian é flagrada pela primeira vez com a filha North West
>> Kanye West mostra o rosto de North, sua filha com Kim Kardashian

De acordo com a socialite e seu noivo, o rapper Kanye West, Hurley não foi sequer convidado para o evento, que aconteceu no estádio de futebol americano AT&T Park, em São Francisco, nos Estados Unidos. O casal permitiu que ele ficasse somente se assinasse um termo de confidencialidade – e o empresário teria sido até fotografado com o documento nas mãos.

O TMZ ainda informa que Chad Hurley vendeu o vídeo por cerca de 1 bilhão de dólares para o YouTube, além de divulgar o link no Twitter para quase um milhão de seguidores. O pedido de Kanye também foi publicado em um novo canal de vídeos, chamado MixBit – que, de acordo com o advogado do casal, seria uma forma de fazer o novo negócio emplacar. Logo após, ele emitiu um comunicado para a imprensa, relatando seu feito.

No processo, Kim ainda diz que não sabe especificar o valor do vídeo, mas que o material estaria destinado ao canal E!, que transmite seu reality show, Keep Up with the Kardashians.

Leia mais
Comente

Hot no Donna