Levantamento revela hábitos de turismo dos brasileiros nas férias

Maioria dos entrevistados não pretende viajar a lazer nas férias

 A maior parte dos viajantes diz que vai acompanhada da família e dos filhos
A maior parte dos viajantes diz que vai acompanhada da família e dos filhos Foto: SXC

Uma pesquisa da GfK revela que a maioria dos brasileiros não tem intenção de viajar nas próximas férias. Realizado no Brasil em março deste ano, com mil pessoas a partir dos 18 anos, o estudo aponta que 54% dos entrevistados não planejam gastos com viagem de férias e pretendem ficar em casa.

Entre os que vão viajar, 90% não vão sair do país e terão pouco tempo para descanso. Apenas 7% afirmam que vão ficar mais de um mês fora; 26% terão duas semanas de lazer, 32% uma semana e 15% menos de uma semana.

 A maior parte dos viajantes diz que vai acompanhada da família e dos filhos: 53%; 17% vão viajar com o cônjuge ou parceiro, 14% com amigos e 10% vão sozinhos.

Consultados sobre o que pretendem fazer durante a viagem, 39% dos brasileiros dizem que vão aproveitar para relaxar, ler e jogar; 30% para visitar amigos e parentes; 14% vão se divertir em bares e danceterias; 10% praticar esportes; 5% vão dedicar seu tempo de férias a atividades de voluntariado; e apenas 3% vão fazer compras.

Aliás, gastar muito não é a intenção dos brasileiros durante o recesso. O estudo mostra que os consultados que vão viajar pretendem gastar em média R$ 1.300 e 38% deles estão dispostos a desembolsar entre R$ 500 e R$ 3.000.

Europeus e americanos também pretendem ficar em casa

Realizada também em 15 países da Europa e nos Estados Unidos, a sondagem mostra que, entre os entrevistados, 39% dizem que não vão gastar com viagem de lazer, sendo que os búlgaros são maioria: 71% afirmam que não vão viajar.

Dos que pretendem viajar, os suíços são os que têm esta intenção mais presente (87%), em seguida estão os alemães (85%) e depois os belgas (77%).

Durante a viagem, 37% dizem que vão relaxar, ler e jogar; 27% conhecer um novo país, sua cultura e passear; 16% visitar família ou amigos; 15% se divertir em bares e danceterias; 14% conhecer a gastronomia local. Para 6% dos ouvidos, fazer compras é o passatempo preferido, e menos de 2% quer aprender uma nova habilidade ou um novo hobby.

É grande o número de entrevistados que vai ficar no seu próprio país: 65%. Este desejo está mais presente entre os turcos (95%), americanos (80%), poloneses (76%), húngaros (71%), portugueses (69%), italianos (66%) e franceses (60%).

Entre os que desejam viajar para fora, 3% citam os países da América do Sul e a América Central, que são os destinos preferidos dos belgas (42%), holandeses (35%) e alemães (31%).

Assim como no Brasil, a maioria dos ouvidos entre europeus e americanos vai viajar com a família e os filhos (35%). Os que pretendem viajar com o cônjuge ou parceiro somam 34%, com amigos são 13% e sozinhos 10%.

Leia mais
Comente

Hot no Donna