Lifting: saiba tudo sobre a técnica que traciona a musculatura, deixando a pele mais firme

Procedimento é indicado para quem sofre com o envelhecimento precoce da pele

Como se costuma dizer, a idade não perdoa e o tempo deixa suas marcas. Rugas, flacidez e depressões na pele do rosto são alguns dos sinais do envelhecimento que costumam incomodar principalmente as mulheres. Para retardar este processo, muitas lançam mão do lifting facial. 

? O lifting é indicado para quem sofre com o envelhecimento precoce da pele, que é visível com o surgimento do “bigode chinês”, rugas, depressões, além de uma região gordinha que se localiza na região inferior da mandíbula, próxima a lateral do ângulo da boca – aponta o cirurgião plástico Alderson Luiz Pacheco, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

A técnica consiste, segundo ele, em elevar os tecidos, principalmente o complexo muscular localizado abaixo da pele do rosto e do pescoço, denominado sistema aponeurótico muscular superficial (SMAS). 

? O SMAS tem a função de manter os tecidos no lugar certo e por isso ele é tracionado durante a plástica facial, pois esticar a pele provoca o alargamento da cicatriz e não tem resultado duradouro. Por este motivo, o mais indicado é procurar um cirurgião plástico que possui conhecimento especializado da região, da localização e posição dos nervos, evitando uma lesão que pode até deformar a face ? alerta.

Depois de encontrar o profissional adequado e ser avaliado de acordo com suas queixas, o paciente deve realizar exames físicos para verificar o tipo de pele, flacidez, possibilidade de cicatriz queloide ou sem estética e outros fatores. 

? Também são solicitados exames pré-operatórios com avaliação cardiológica. Após a liberação para a cirurgia, o médico irá determinar o melhor local para a realização do procedimento, levando em consideração a infraestrutura necessária para o cirurgião e sua equipe e para o paciente ? ressalta.

Segundo Pacheco, a escolha do anestesista e do tipo de anestesia também é fundamental. O profissional deve ser de confiança do cirurgião e a anestesia pode ser local com sedação. 

? Muitas pacientes ficam mais tranquilas ao saberem que não sofrerão anestesia geral. Outro fator que não preocupa mais as mulheres é a cicatriz. A incisão é feita no couro cabeludo e escondida entre a orelha e a pele da face ? afirma.

De acordo com o médico, depois do corte a pele é elevada e o SMAS é tracionado, porém em alguns procedimentos são necessários retirar um pedaço da musculatura, elevando a maçã do rosto e melhorar o contorno da mandíbula.

Após a cirurgia é natural o surgimento de edemas, inchaços, manchas roxas, hipersensibilidade em algumas áreas e insensibilidade em outras áreas.

? Estes elementos variam de paciente para paciente e fazem parte da evolução normal de um quadro de pós-operatório. O importante é ter paciência e lembrar que nenhum resultado de cirurgia estética de face deverá ser avaliado antes de decorridos três meses da intervenção. Além disso, alguns pacientes costumam apresentar um curto período de “depressão emocional”, o que ocorre devido à ansiedade de ver o resultado final ? observa.

A retirada dos pontos acontece alguns dias após o procedimento. Os pontos das pálpebras são removidos de três a cinco e os remanescentes, que inclui os da face, pescoço e couro cabeludo, podem ser retirados entre oito e 15 dias.

? Atualmente, são bastante utilizados o fio absorvível e a cola cirúrgica, que evitam a necessidade da retirada dos pontos. Durante o pós-operatório o paciente deve seguir todas as recomendações médicas, como evitar lavar o cabelo por pelo menos dois dias, não usar maquiagem por 10 dias e evitar sol, vento e friagem por 30 dias ? recomenda.

Os resultados da cirurgia duram conforme a idade do paciente: entre 35 e 45 anos, o procedimento tem a duração de 10 anos; dos 46 aos 55, a duração é de cinco anos e assim sucessivamente.

? O lifting facial não tem como objetivo deixar a pessoa mais bonita e, sim, rejuvenescê-la. Como o envelhecimento é um processo contínuo, a cirurgia apenas retarda seus efeitos, mas não é capaz de interrompê-lo. Por isso, o paciente deve estar ciente dos resultados da cirurgia e ter em mente que nada é para sempre ? finaliza.

Leia mais
Comente

Hot no Donna