Lipoaspiração axilar é uma alternativa para controlar o suor excessivo

Distúbrio chamado de hiperidrose afeta milhões de pessoas e causa problemas

Controle das redes sociais é importante para a segurança de crianças e adolescentes
Controle das redes sociais é importante para a segurança de crianças e adolescentes Foto: Luciano Moraes

A hiperidrose é um distúrbio que provoca sudorese intensa e pode se manifestar em diversas partes do corpo, como axila, palma da mão, rosto, cabeça, sola do pé e virilha. O problema causa impacto profundo na vida social do paciente, que, ao sentir-se constrangido, pode se isolar.

Embora a transpiração excessiva atinja 176 milhões de pessoas no mundo e ofereça diversas possibilidades de tratamento, a falta de informação ainda é um obstáculo a ser superado, tanto por parte dos pacientes quanto dos próprios profissionais de saúde. Uma solução ainda pouco difundida no país é a lipoaspiração axilar.

– Nesta técnica, as incisões são mínimas e as cicatrizes tornam-se imperceptíveis com o passar do tempo. O paciente pode retornar às atividades em três dias – esclarece o dermatologista Rogério Ra.

O cirurgião dermatológico Érico Pampado Di Santis explica que a lipoaspiração axilar se limita ao plano da pele, não atingindo estruturas nobres e profundas do corpo.

– Além de agir diretamente sobre a causa do suor excessivo, a técnica não apresenta riscos a outros órgãos – garante o médico.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna