Maior número de mulheres aumenta a inteligência das equipes

Estudo do Instituto de Tecnologia de Massachusetts

Foto: Stock Images

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, pesquisaram o que faz com que algumas equipes de trabalho sejam mais destacadas que outras. Eles descobriram que a inteligência coletiva não está fortemente relacionada com o QI individual dos participantes  e nem com a harmonia dos integrantes. Um dos fatores que mais pesa é o número de mulheres nas equipes.

Para realizar o estudo os grupos de teste foram avaliados em sua habilidade de realizar uma variedade de tarefas coletivas, desde a resolução de enigmas até a negociação de empreendimentos. Os três fatores determinantes observados foram a sensibilidade social entre os membros do grupo, o quanto as conversas da equipe eram dominadas por alguns integrantes e o número de mulheres participantes.

Outro ponto levantado na pesquisa diz respeito à sensibilidade social. O estudo mostrou que as mulheres têm índices mais elevados que os homens, o que amplia sua capacidade de se relacionar e adaptar-se a grupos.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna