Malhação ao redor do poste: a sensual pole dance ajuda a queimar calorias

Movimentos da dança podem ser usados para fortalecimento da musculatura

Personagem de novela vivida por Flávia Alessandra popularizou a dança no Brasil
Personagem de novela vivida por Flávia Alessandra popularizou a dança no Brasil Foto: Divulgação, TV Globo

O pole dance, também conhecido como dança do poste, tem sido usado como arma de sedução por strippers, dançarinas e mulheres dispostas a surpreender o companheiro. Mas a técnica, originalmente baseada em coreografias, tem conquistado as academias como uma alternativa à malhação convencional. Os treinos, que lançam mão de um repertório de mais 300 movimentos, exigem força, resistência, flexibilidade e coordenação motora.

Surgido nos anos 1920, o pole dance se difundiu para um público mais amplo somente a partir da década de 1980 ? primeiro no Canadá e nos Estados Unidos. Ao longo dos anos, ganhou praticantes na China, em Portugal, na Inglaterra e na Argentina. No Brasil, a dança virou um fenômeno em 2007, graças ao sucesso da dançarina de boate Alzira, personagem da atriz Flávia Alessandra na novela Duas Caras. O folhetim acabou, mas o poste acabou entrando definitivamente no gosto de atletas em busca de condicionamento físico.

A médica Ana Teresa Neri, 26 anos, pratica o pole dance há mais de dois anos. No início, tinha aulas mais voltadas para movimentos sensuais, mas acabou se apaixonando pela técnica como uma opção de fitness.

– Eu adoro, é superlegal. É uma pena não ter mais tempo. Por mim, fazia mais aulas – diz.

Para ela, a música animada e o ritmo ajudam a deixar as aulas mais dinâmicas e divertidas.

– No início é cansativo porque não estamos acostumadas ? a gente pensa que não vai conseguir. Com o tempo, pegamos o jeito, além de adquirir força e resistência – explica.

Diferentemente da abordagem sexy, o pole dance fitness é praticado pelo menos duas vezes por semana, de modo a otimizar o exercício. As aulas podem ser individuais ou em grupos de até quatro pessoas. Os movimentos, feitos no ritmo acelerado da música, são praticamente os mesmos, mas os do fitness são mais intensos e acrobáticos.

– Os gestos usam mais técnica e são realmente mais pesados – avalia a fisioterapeuta e professora de pole dance Cátia Damasceno. Segundo ela, os resultados, como em qualquer modalidade, dependem do desenvolvimento de cada pessoa.

Embora a musculatura abdominal seja a mais exercitada, a dos braços, das pernas e dos glúteos não fica para trás. Cada movimento trabalha uma parte do corpo e, em uma hora de aula, as praticantes podem perder até 500 calorias. Segundo Cátia, a maioria das mulheres ? de diferentes tipos físicos ? que procura a modalidade não acredita que pode fazer os movimentos.

– Nas primeiras aulas, elas olham e se assustam, mas depois todas conseguem – diz. – Ano passado, inclusive, a vencedora do campeonato amador foi uma praticante fora do que muitas chamam de padrão de peso. Ela foi ótima – conta.

Com tantos benefícios, muitas praticantes terminam por trocar a dança pela atividade esportiva ? sem perder o rebolado.

Alguns dos benefícios do pole dance fitness

:: Perda de peso ? até 500 calorias por hora
:: Maior autoestima
:: Definição e fortalecimento de glúteos, pernas, braços e, principalmente, abdômen
:: Melhora do condicionamento físico
:: Aumento da capacidade respiratória
:: Mais coordenação motora

Leia mais
Comente

Hot no Donna