Maquiagem digital pode deixar o rosto mais natural e com menos imperfeições

Airbrush foi criado para uso em filmagens com câmeras de alta definição

A personagem Milena, de Sheron Menezes em
A personagem Milena, de Sheron Menezes em Foto: Márcio de Souza, Divulgação TV Globo

Maquiagem airbrush. O nome pode soar estranho, mas está ficando cada vez mais popular. Com a tecnologia de alta definição, capaz de mostrar detalhes antes imperceptíveis, a preocupação com a imagem requer ainda mais cuidado. Por conta disso, a maquiagem sofreu modificações. Ganhou uma versão líquida, feita à base de silicone, que se diferencia na forma de aplicação. Antes exclusiva das atrizes de novela, agora começa a se tornar popular em todo o país.

Também conhecida como maquiagem digital, a técnica é composta por um pigmento líquido, que é colocado dentro de um reservatório acoplado ao airbrush (aerógrafo, em português). Como se fosse um pincel, o airbrush é alimentado por um compressor de ar. Ao ser acionado, ele borrifa a maquiagem em intensidades reguláveis.

Mais fina que a tradicional, a maquiagem adere à pele após secar por completo. Segundo informações da empresa Catharine Hill, distribuidora nacional do produto, os pigmentos transformam-se em pequenos grânulos, que simulam pixels (menor ponto de uma imagem digital). Assim, as câmeras em alta definição captam essa imagem como se houvesse uma película uniforme sobre a pele. Mas é preciso esperar até que a maquiagem seque completamente, caso contrário ela deixa mais evidentes as marcas da pele.

Nos salões de beleza que já aderiram a esse tipo de maquiagem, a procura maior é das noivas, que querem aparecer impecáveis nas fotos e filmagens do casamento. Segundo a maquiadora Maristane Murta, que conheceu a nova tecnologia numa feira de cosméticos ano passado, outra vantagem é a durabilidade. 

– Dura 14 horas, mas pode chegar a três dias se a pessoa não lavar – afirma.

Tudo igual

Líquida, a maquiagem digital acaba com a diferença entre produtos. Não existe mais batom ou sombra. Os mesmos pigmentos podem ser aplicados em qualquer área do rosto. Mas é preciso ter cuidado com a textura e o brilho.

– Existem os cintilantes e os cremosos, então a pessoa deve ter bom senso na hora de escolher qual é melhor para cada área do rosto – afirma a maquiadora Maristane Murta. Alguns elementos da maquiagem tradicional, como o corretivo e o rímel, permanecem. – Mas dá até para substituir o lápis de olho e o delineador – completa a maquiadora.

Sozinha, nem pensar

A maquiadora Maristane acredita que o airbrush vai roubar um pouco de espaço da maquiagem tradicional, mas, por enquanto, a procura ainda é concentrada em pessoas com objetivos específicos, como as noivas. Outro entrave para a popularização é a impossibilidade de fazer automaquiagem, já que demanda muita habilidade com o pincel.

– Além disso, não se pode abrir os olhos até que a maquiagem seque. E mesmo para fazer nos outros é difícil.

Também não é possível consertar um erro, já que o produto é aplicado de forma homogênea e a camada criada é muito fina.

– Qualquer reparo deixa marcas que, a olho nu, não são muito visíveis, mas ficam horríveis na frente das câmeras. Se errar, tem que tirar tudo e torcer para que a noiva não esteja atrasada – brinca a maquiadora. A remoção do produto é feita com água e sabonete neutro ou mesmo com demaquilante.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna