Maquiagem pode causar inflamação nos olhos

Sintomas da blefarite incluem coceira e lacrimejamento

Maquiagem vencida, de qualidade duvidosa ou compartilhada são as grandes vilãs
Maquiagem vencida, de qualidade duvidosa ou compartilhada são as grandes vilãs Foto: Divulgação, stock.xchng

Os olhos sofrem por causa da vaidade. Lacrimejam, coçam, ficam irritados. Culpa da maquiagem, que deveria apenas embelezar, mas pode provocar uma inflamação nas pálpebras. Pelo menos duas em cada 10 mulheres sofrem com a blefarite, o nome dado ao problema. A estimativa é do oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, de São Paulo, que fez um levantamento nos últimos 12 meses com 126 mulheres entre 30 e 45 anos. Vinte por cento delas procuraram atendimento médico queixando-se de ardência e coceira nos olhos. A suscetibilidade genética normalmente desencadeia a reação e, nesse caso, a solução é suspender o uso de cosméticos comuns e recorrer aos hipoalergênicos, preparados para não causar nenhum tipo de irritação em peles mais sensíveis.

Segundo o médico, o uso da maquiagem pode provocar dois tipos de blefarite.

– A mais comum é a seborreica, que corresponde a 70% dos casos. Acontece quando o excesso de oleosidade da pele obstrui as glândulas responsáveis pela produção da camada oleosa da lágrima – explica o especialista.

Outro problema é quando uma alergia de contato provoca inflamação das glândulas.

E não há regras. Algumas pessoas apresentam reações depois de algumas horas em contato com os produtos ou mesmo quem usa maquiagem diariamente, durante anos, pode, de repente, sentir incômodo nos olhos ou irritação na pele.

– Os pigmentos, os conservantes e as fragrâncias são os causadores mais comuns das alergias. Alguns contêm metais pesados como chumbo ou alumínio, que são depositados nos cílios e entram em contato com os olhos, por exemplo – acrescenta o médico.

Fique atenta à data de validade

O risco de insistir no uso, ou não tratar a inflamação, é traumatizar os olhos ao coçá-los e causar alterações na superfície da córnea.

– Além disso, a inflamação persistente pode provocar a despigmentação, afinamento e queda dos cílios – alerta Leôncio.

Por isso, o ideal é suspender o uso da maquiagem tão logo apareçam os sinais.

– As mulheres têm uma dificuldade enorme para ficar sem usar cosméticos, mas é preciso descobrir a matéria-prima que provoca as alergias – alerta a dermatologista Bárbara Uzel, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Segundo ela, há exames em que o paciente é exposto a diferentes substâncias e, de acordo com a reação da pele, é possível descobrir se há sensibilidade ou não. Além disso, são usados medicamentos para aliviar os sintomas.

Em geral, os componentes que deixam as maquiagens mais perfumadas e coloridas são os maiores vilões. Esmaltes também estão na lista dos produtos antialérgicos mais procurados.

– Muita gente apresenta inflamação nos olhos por causa do contato com as unhas pintadas e não sabe – explica a médica.

Produtos vencidos, de qualidade duvidosa ou até mesmo maquiagem compartilhada podem provocar alergias e inflamações na pele e nos olhos.

– Maquiagem mais velha pode reunir fungos, além de oxidar as substâncias que a compõe. Além disso, doenças como conjuntivite e herpes labial podem ser transmitidas pelo uso do mesmo batom e maquiagem de olhos – avisa.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna