Mediadora de conflito aponta mitos e verdades sobre a traição

Infidelidade representa desgaste na relação

 busca de uma terceira pessoa tem a ver com carências pessoais
busca de uma terceira pessoa tem a ver com carências pessoais Foto: Ricardo Chaves

Nem é preciso dizer que relacionamentos são complicados. Mais complexos ainda ficam quando um parceiro pisa na bola feio no quesito “fidelidade”. Há muitas especulações sobre o tema e pouco consenso sobre os motivos que levam alguém a trair, mas não faltam frases feitas que supostamente definem o comportamento de homens e mulheres casados.

Baseada em sua experiência como mediadora de conflitos, a escritora Suely Buriasco aponta os mais comuns mitos e verdades sobre traição. No entanto, ela ressalta que reparar os danos é uma tarefa muito dolorosa para ambos:

? Enfrentá-la com persistência talvez seja a grande prova de que desejam mesmo continuar juntos. Perdoar o outro, a si mesmo e dar uma oportunidade para um recomeço, a dois ou não, é a base fundamental para transpor esse momento difícil.

Todo homem trai = Mito
Existe homens que não traem suas mulheres, não por não terem vontade, mas por considerar como valor maior a família e a harmonia conjugal.

O homem trai mais do que a mulher = Verdade
Há veracidade nisso, até porque toda a cultura machista herdada por séculos facilita muito mais ao homem trair. Entretanto, segundo pesquisas, essa diferença está diminuindo, pois, a mulher também tem mostrado seu lado infiel.

Quem trai uma vez, trai sempre = Mito
Muitas pessoas que passaram por essa experiência dizem que se sentiram muito mal consigo mesmo e nunca mais caíram na tentação. Outras viram sua vida se desmoronar diante da descoberta do cônjuge traído e passaram a valorizar mais a família e seu bem estar.

Mudanças comportamentais podem indicar traição = Verdade
Quando alguém comprometido se envolve com outra pessoa desenvolve um conflito interno e o sentimento de culpa acaba aparecendo, dessa forma é natural que mudanças de comportamento e mesmo na personalidade aconteçam. Nesse quadro é muito comum que haja oscilações de humor levando a pessoa de irritada à amável demais. O sentimento de cobrança e o medo de ser descoberto podem ser tão intensos que a pessoa vive estressada.

Mulher perdoa traição, homem não perdoa traição = Mito
Bom não apostar nisso! As mulheres estão aceitando cada vez menos a traição de seus parceiros. Umas se separam, outras permanecem com o parceiro e, nesse caso, das duas uma; ou realmente perdoam ou se vingam. Infelizmente a segunda alternativa tem se tornado mais frequente. Culturalmente o homem tem maior dificuldade em perdoar uma traição porque além da desilusão, existe uma carga muito intensa de humilhação em relação à sociedade como um todo. Mas muitos são os que colocam seus sentimentos em primeiro lugar e aceitam sobrepor o relacionamento e continuar uma vida juntos.

Quem trai procura fora o que não tem em casa = Mito
Quem trai procura em outra pessoa o que não tem em si mesmo. A traição pode representar um desgaste na relação, mas não é esse o ponto crucial, afinal, se uma relação não vai bem ou se procura uma solução ou se separa. A busca de uma terceira pessoa tem mais a ver com carências pessoais, com estado depressivo, com fuga de uma realidade que não se sente competente o bastante para transformar.

O traidor é ciumento = Verdade
É muito comum que a pessoa ao estar traindo seu parceiro desenvolva crises excessivas de ciúmes por ele. Existem, no mínimo, dois fatores preponderantes nessa reação: o primeiro tem a ver com a percepção de que se eu faço meu cônjuge pode fazer também e o segundo com a eminência de perdê-lo caso a traição seja descoberta.

A traição representa o fim do relacionamento = Mito
Uma traição pode provocar traumas profundos, mas também pode significar uma verdadeira oportunidade para crescimento e aproximação do casal. Tudo depende da maneira como o relacionamento é levado depois do trauma. Muitos casais alegam viver melhor e intensamente sua relação depois de saberem como se sentiriam sem o outro. É algo como valorizar depois da perda com a consciência de que existe ainda uma oportunidade para não perder.

Leia mais
Comente

Hot no Donna