Médica fala sobre as mudanças que um filho traz para a vida do casal

A adaptação à escola é um dos períodos mais importantes para a criança
A adaptação à escola é um dos períodos mais importantes para a criança Foto: Sxc.hu/ hagah

Mães de primeira viagem procuram toda a informação e orientação disponíveis a fim de ter uma gravidez tranquila e saudável. Mas se preparar para o que vem após o nascimento do filho também é importante. O casal deve ter consciência da mudança drástica na rotina. Outro aspecto são as alterações no corpo da mulher. Algumas se sentem incomodadas com as mudanças físicas. O tempo necessário para voltar ao corpo anterior à gravidez é diferente para cada mulher. Não se pode tomar como base o tempo que artistas levaram para emagrecer.

Questões como essas são esclarecidas pela médica Lia Mariza Cerutti Scortegagna, presidente do Conselho de Representantes da Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs).

O que toda mãe deve saber antes do nascimento do bebê?

Lia Scortegagna – Em primeiro lugar, que ter um filho é muito bom, mas na hora certa. Ela deve estar preparada física e emocionalmente, preferencialmente ter uma união estável para ter apoio durante toda a gestação, e após, para não se sentir sozinha nesta empreitada. E saber principalmente que ter um filho é para sempre. Não é pensar que aos 25 anos ele já deve estar trabalhando, preparado, não. Eu digo para minhas pacientes “teu filho vai ter 50 anos e tu ainda vais te preocupar com ele”. Mãe é mãe.

Quais as mudanças mais significativas na rotina e na vida?

Lia – Em primeiro lugar o sono. Já no final da gravidez as pessoas costumam dizer “aproveita para dormir agora porque depois que o bebê nasce é difícil”. Só que neste período o pior momento do dia é a hora de deitar. Porque é difícil se acomodar, tem indicação de deitar sempre para o lado esquerdo, algumas precisam colocar mais um travesseiro, tem casos de a mulher ter que dormir quase sentada por dificuldade respiratória. Então o sono já não é mais o mesmo. E após o nascimento, alguns bebês dormem a noite toda, mas têm bebês que acordam e querem mamar.

Algumas mulheres se sentem incomodadas com a mudança do corpo, principalmente após o nascimento. Como é esse tempo de recuperação e como lidar com essas mudanças?

Lia – Não existe um tempo de recuperação para todas as mulheres. Cada uma tem seu tempo. Amamentando é mais fácil voltar ao peso anterior. A mulher que já fazia exercício físico habitualmente tem a musculatura mais firme e a elasticidade volta mais fácil. Imagine que durante nove meses a pele e a musculatura distendem. O bebê nasce e aquela pele não tem como recuperar a elasticidade rapidamente. Isso vai levar meses. Quando a mãe começa a caminhar depois que o bebê nasceu, tanto faz parto ou cesariana, dá impressão que a barriga sacode. Outra coisa são as estrias. Mas tudo isso são detalhes. Quando a mãe olha para a carinha do bebê, vê que tudo valeu a pena.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna