Médico urologista também cuida da saúde feminina

Conheça os problemas urinários que podem afetar as mulheres

Consumo diário de refrigerante diet provocou um aumento na circunferência abdominal dos participantes da pesquisa
Consumo diário de refrigerante diet provocou um aumento na circunferência abdominal dos participantes da pesquisa Foto: Divulgação

A maioria das pessoas pensam que o urologista é um médico especializado na saúde masculina, porém, o profissional é, na verdade, o médico especialista no aparelho gênito-urinário, o que inclui as doenças que atingem rins e bexiga de mulheres e homens, adultos, idosos e crianças.

De acordo com o médico Caio Cintra, assim como os homens, as mulheres podem sofrer alterações no sistema urinário principalmente durante a gravidez, no parto e quando chegam à menopausa.

Já as infecções urinárias simples, também chamadas de cistites, e a incontinência urinária são problemas que afetam ambos os sexos.

? Grande parte das mulheres sofrem ou já sofreram com problemas urinários, mas muitas vezes não sabem que podem procurar um urologista ? afirma o médico.

Veja algumas doenças deste tipo que afetam as mulheres:

:: Cistite intersticial: é a inflamação crônica da bexiga, geralmente muito intensa, que acomete mulheres com idade de 20 a 60 anos. Sua causa ainda é desconhecida.

:: Infecção urinária: é caracterizada pela presença de micro-organismos na urina, o que leva à inflamação das vias urinárias e, em casos mais graves, dos rins. A infecção pode ser causada por bactérias, vírus ou fungos que se multiplicam ao redor da uretra e conseguem atingir a bexiga.

:: Incontinência urinária de esforço: é caracterizada pela perda involuntária de urina. É um problema de saúde comum entre mulheres de meia idade e idosas. Cerca de 30% da população feminina terá incontinência urinária depois dos 60 anos. Ela pode ser decorrente de um enfraquecimento da musculatura da pelve (bexiga caída) ou por um mau funcionamento da bexiga (bexiga hiperativa).

:: Bexiga hiperativa: Transtorno conhecido como a vontade excessiva de ir ao banheiro e que provoca nas pessoas uma vontade incontrolável de urinar. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), aproximadamente duas mulheres para cada homem possuem o quadro da doença. Uma pessoa com bexiga hiperativa pode também desenvolver incontinência urinária, problemas de pele e infecções urinárias.

Leia mais
Comente

Hot no Donna