Medidas de prevenção podem amenizar sintomas da rinite alérgica

No cuidado diário com os filhos pequenos, os pais devem manter certas precauções
No cuidado diário com os filhos pequenos, os pais devem manter certas precauções Foto: Stock Photos, Divulgação

Quem tem rinite costuma se queixar, e não sem razão: espirros, coceiras, coriza, congestão nasal e desconforto são sintomas que incomodam bastante em qualquer situação. A doença é uma condição normalmente herdada e seu tipo mais conhecido – o de fundo alérgico ? tem alta incidência na população, atingindo cerca de 40% dos que sofrem com o problema.

? Muitas pessoas que têm rinite acreditam estar sempre resfriadas ou gripadas, mas isso não é verdadeiro. Outras, não buscam tratamento porque sempre ouviram dizer que rinite não tem cura, porém, ela é uma doença de evolução crônica que atrapalha bastante a qualidade de vida do paciente, por isso ele não pode se “conformar” a viver com ela ? explica o médico alergista Giovanni di Gesu.

A rinite é uma reação inflamatória da mucosa que reveste as cavidades nasais que muitas vezes tem origem alérgica. Entre as causas da comorbidade, estão uma série de fatores, como o pólen das plantas que desencadeia a rinite típica de primavera. Já nas estações frias, a causa mais comum é a exposição a ácaros, fungos e mudanças de temperatura. Segundo o médico, há muitas pesquisas que indicam que o ácaro seria o maior dos motivador da rinite.

? Quando a temperatura está baixa, as pessoas se fecham mais um suas casas, criando ambientes propícios para o desenvolvimento destes agentes ? afirma.

? Já em relação às mudanças bruscas de temperatura, a mucosa nasal responde aos estímulos externos, pois é muito vascularizada, e uma pessoa afetada por um processo alérgico tem uma sensibilidade maior e acaba desenvolvendo um aumento dos sintomas ? complementa.

O tratamento da doença é determinado após diagnóstico do médico e investigação sobre a qual fator o paciente é sensível. A partir daí, normalmente usa-se antialérgicos, medicamentos para evitar crises e amenizar os sintomas, além de medidas de prevenção.

Prevenção

A maioria dos pacientes que têm rinite alérgica precisa, além de se medicar, ficar atento a algumas medidas de prevenção no ambiente onde vivem. Elas são parte importante do tratamento, de acordo com Giovanni. Confira as dicas do médico e previna-se:

:: Mantenha a casa bem arejada;

:: Tenha um quarto simples, sem muitas coisas. Assim será mais fácil de limpar, evitando a poeira;

:: Mantenha roupas, livros e outros objetos dentro de armários;

:: Limpe o ambiente com pano úmido;

:: Se tiver animais domésticos, não deixe-os entrar no seu quarto. Dormir com eles, então, nem pensar;

:: Revista os cobertores com capas laváveis e troque as roupas de cama duas vezes por semana;

:: No quarto das crianças, evite exagero em relação a enfeites, almofadas, brinquedos e bichinhos de pelúcia. Dê preferência aos laváveis.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna