Métodos permitem a mulheres que acabaram de dar à luz praticar exercício com seus bebês

Desde personal trainer a técnicas mais específicas, mulheres podem entrar em forma com apoio de outras mamães

No site da Canguru Gin há imagens de mães malhando próximas de seus filhos
No site da Canguru Gin há imagens de mães malhando próximas de seus filhos Foto: Site Canguru Gin, Reprodução

De todas as consequências da maternidade, os quilos que sobram após o parto estão entre as mais odiadas. Mas, na luta pela velha forma, muitas mulheres que acabaram de dar à luz acabam divididas entre cuidar do filho em casa ou do corpo na academia.

Pensando nessas mamães, a oferta de exercício que levam os pequenos a tiracolo virou moda na cidade. Somando o incentivo da medicina, que indica a malhação antes, durante e depois da gravidez, às facilidades de ficar junto aos filhos, as mães deixam o corpo mais bonito entre uma e outra mamada.

É o caso da estudante Natália Luz, 23 anos. Mãe de Rafael, de quatro meses, ela garante que não se sentiria bem malhando sem a presença do primogênito.

? Aqui, posso cuidar do corpo sem descuidar do meu filho ? garante.

Ela é aluna da personal gestante Dani Rico, em Brasília.

Ela instrui um método que perpassa todos os momentos da gestação e do pós-parto. A partir das aulas, as mamães aprendem técnicas que vão ajudá-las na hora do nascimento e, de brinde, ainda preparam o corpo para voltar à forma depois que o bebê nasce.

Batizado com o nome da instrutora, o programa tem três etapas: Gestante, Pós-parto e Mamãe Bebê.

? Começamos na gestação, quando a mulher é liberada pelo obstetra para os exercícios, direcionados à preparação do corpo para a hora do parto. Depois de um mês, elas voltam para um treinamento funcional, que vai garantir que o corpo recupere a forma. Quando os bebês fazem três meses, eles também vêm ? detalha.

Os filhos também fazem exercícios, mas não físicos. De acordo com Rico, o trabalho com as crianças envolve estímulos ao desenvolvimento psicomotor, além de aulas de natação e música.

? E os bebês ajudam as mães. Muitas, por exemplo, fazem agachamento com seus bebês no colo.

O obstetra Eduardo Cordioli, da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), afirma que após 30 dias do parto a mulher já pode voltar aos exercícios físicos.

? Basta que ela tenha autorização médica. Se o parto tiver sido normal, qualquer prática é indicada. Já as que fizeram cesariana devem esperar dois meses e procurar atividades que não forcem o abdome.

O médico explica que a malhação pode trazer vantagens em todas as etapas da gravidez e deve ser encarada como uma necessidade.

Técnica do canguru

A educadora física Andressa Mariz foi buscar nos Estados Unidos esta brincadeira para mães e filhos: ela é instrutora da técnica Canguru Gin, também em Brasília, na qual o carrinho do bebê faz as vezes de bolsa. O método mistura corridas leves e caminhadas, além de exercícios de fortalecimento muscular usando aparelhos de resistência, como os extensores.

? Um dos diferenciais da nossa atividade é justamente esse contato com o bebê que ela proporciona. Sem precisar deixá-lo em casa, a mãe pode se exercitar e ainda garante um momento de lazer para o filho ? explica Andressa, lembrando que a prática é indicada a partir da sexta semana do bebê.

Ela conta que perder peso é uma consequência: o foco é a criança e o seu desenvolvimento.

Muita calma nessa hora

O grande segredo é não ter pressa. Cada corpo tem sua forma de recuperação. Espelhar-se, por exemplo, em Cláudia Leitte ou Adriane Galisteu, que perderam peso rapidamente após seus partos, é uma forma de se frustar e, pior, negligenciar os cuidados com o bebê.

? Eu prefiro nem trabalhar com mães que querem emagrecer muito rápido. O retorno tem de ser leve e gradativo para que não haja comprometimento da amamentação? frisa Gizele Monteiro, diretora e idealizadora do programa Mais Vida de exercícios pré-gravidez, gravidez e pós-parto.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna