Morte de Alexander McQueen foi por asfixia

Foto: Jacques Brinon

O estilista britânico Alexander McQueen se enforcou, morrendo por asfixia em seu apartamento em Londres na semana passada, afirmou uma autoridade forense, a funcionária do juizado investigativo Lyna Martindill, em depoimento divulgado nesta quarta-feira. O estilista deixou um bilhete de despedida.

Lyna apontou que McQueen foi encontrado dependurado no guarda-roupa de seu apartamento, no centro de Londres. As autoridades afirmam que não há suspeita de nenhum crime relacionado à morte, segundo o inspetor da polícia Paul Armstrong. Os detalhes completos da autópsia serão conhecidos nos próximos meses.

McQueen morreu aos 40 anos. Ex-diretor de criação da Gucci e considerado um dos estilistas britânicos mais brilhantes, ele foi encontrado morto na quinta-feira passada em sua casa. Os detalhes do bilhete de despedida não foram divulgados pelo escritório da juíza investigativa, que é formalmente encarregada de apurar as circunstâncias da morte.

Dias antes da morte, McQueen havia publicado várias mensagens no Twitter revelando a dor pela morte de sua mãe, no início do mês.

Conhecido por suas peças com forte carga dramática e pelos cortes impecáveis, McQueen vestiu celebridades como a atriz Cameron Diaz e a cantora Lady Gaga, além de influenciar uma geração de estilistas.

Leia mais
Comente

Hot no Donna