Mulheres aderem a plásticas para ficarem com panturrilhas torneadas no verão

Cirurgia também é opção de muitos homens: entenda como funciona

As batatas das pernas também podem ser modificadas com cirurgia
As batatas das pernas também podem ser modificadas com cirurgia Foto: Fraga, Arte

Compartilhar

O número de intervenções cirúrgicas realizadas nas batatas da perna, conforme levantamento feito pelo Ibope, ficou em quarto lugar no ranking das próteses de silicone mais procuradas, ficando atrás apenas dos seios. A cirurgia deixa a região das pernas mais torneadas, e não deixa ninguém na mão durante o verão, uma vez que a prática de exercícios físicos às vezes não resolve o problema, essa possibilidade atrai a atenção de homens e mulheres.

Conforme pesquisa feita pelo Ibope, 2.238 mulheres e 139 homens, no ano passado já se submeteram a intervenções cirúrgicas nas panturrilhas. No ranking da pesquisa, as batatas da perna ficam atrás dos implantes nas mamas, tórax, glúteos e queixo.

? Esse tipo de cirurgia está se popularizando por toda América Latina ? declara o diretor do Centro Nacional Cirurgia Plástica, Arnaldo Korn.

Só em 2009 a alta foi de 15% sobre 2008, puxada pelos estados São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A média de procura em 2010 deve chegar aos 30%, segundo projeções de mercado de produção de próteses.

? É uma cirurgia que atrai os homens e mulheres, e estimula a auto-estima e padrões de beleza ? afirma Korn.

Segundo Korn, esse tipo de cirurgia é muito procurado, uma vez que as mulheres queixam-se que suas pernas são finas de mais, e não estão contentes com os resultados estéticos dos exercícios físicos. Ou seja, não basta apenas malhar as pernas, uma vez que as panturrilhas são projetadas para aguentar todo o peso de nosso corpo.

? Muitas mulheres evitam usar saias e shorts, justamente, por que as panturrilhas não são proporcionais ao corpo, mesmo com atividades físicas. Hoje às cirurgias tem mais propósitos estéticos, uma vez que no passado, era indicado apenas para pacientes que possuíam atrofia muscular, como a causada principalmente pela poliomilote ? destaca o diretor do Centro Nacional Cirurgia Plástica.

Conforme Arnaldo Korn, o procedimento é mais simples do que colocar implantes de silicone nos seios, depois da anestesia é feita uma pequena incisão na parte de trás do joelho, por onde são inseridos todos os equipamentos cirúrgicos que separam o músculo das batatas da perna e a pele que o recobre, ai é colocado à prótese.

? O paciente pode ir para casa no mesmo dia, e só pode voltar a fazer exercícios físicos apos 40 dias ? diz ele.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna