Mulheres grávidas não são examinadas direito para diabetes gestacional, diz estudo

Resultado de levantamento de obstetrícia e ginecologia é preocupante

Métodos que reduzem medidas estão em alta no verão
Métodos que reduzem medidas estão em alta no verão Foto: Divulgação

Compartilhar

Cerca de um terço das mulheres grávidas não estão sendo examinadas por um simples exame de laboratório para diabetes mellitus gestacional (diabetes gestacional), de acordo com estudo de mais de 900 mil mulheres americanas publicado hoje online em Obstetrics and Gynecology.

O estudo, conduzido por cientistas da Quest Diagnostics (NYSE: DGX), sugere que um grande número de mulheres não é examinada de acordo com as diretrizes médicas e podem, involuntariamente, colocar a si mesmas e a seus bebês em risco devido a complicações do diabetes gestacional.

O estudo, intitulado “Gaps in Diabetes Screening During Pregnancy and Postpartum” (Falhas nos exames de diabetes durante a gravidez e no pós-parto), descobriu também que apenas cerca de uma em cinco mulheres que sofreram de diabetes gestacional durante a gravidez foram examinadas para diabetes nos seis meses após o fim da gravidez.

As diretrizes médicas recomendam que mulheres com diabetes gestacional sejam examinadas para diabetes entre a sexta e a décima segunda semanas após o parto. Uma estimativa de 40% a 60% das mulheres com diabetes gestacional terão diabetes tipo 2 dentro de dez anos.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna