Não deixe a umidade pegar você

Aprenda a encarar aqueles dias em que nada seca

Tempo úmido aumenta a sensação de frio e afeta quem tem problemas respiratórios
Tempo úmido aumenta a sensação de frio e afeta quem tem problemas respiratórios Foto: Ronaldo Bernardi

Quem tem filho pequeno sabe o sacrifício que é secar roupas em dias úmidos. Já as donas de casa declaram uma verdadeira guerra ao clima logo que as paredes começam a “suar”. Mas não são as únicas. As adeptas da chapinha também têm a umidade como inimiga número 1. E os que sofrem de problemas respiratórios ficam ainda mais frágeis quando tudo a sua volta parece molhado.

Para quem vem percebendo alguma dessas situações nos últimos dias, uma boa notícia: a frente fria que está estacionada sobre a Região Sul, com aquela garoinha fina, já tem data para terminar. A partir de domingo à tarde, o clima ficará mais seco.

– A sensação de frio é maior com a umidade. As paredes ficam “chorando”, as roupas não secam e o cabelo fica terrível – exemplifica a meteorologista Estael Sias.

Como enfrentar dias úmidos

• Deixe uma fresta nas janelas para ventilar a casa, reduzir a condensação da umidade e dificultar a transmissão de doenças.

• Mantenha a casa sempre limpa, especialmente objetos que acumulam mofo.

• Remova cortinas e carpetes. Prefira pisos lisos, sintéticos e laváveis.

• Opte por calçados impermeáveis, sintéticos, ou emborrachados, que evitam a absorção de água.

• Prefira jaquetas impermeáveis.

• Evite ambientes fechados, com muitas pessoas.

• Evite ficar com os cabelos molhados. Isso pode facilitar doenças.

• Troque imediatamente qualquer peça de roupa molhada.

• Procure agasalhar-se bem, principalmente as extremidades, e evite mudanças bruscas de temperatura.

• Consuma bebidas quentes como chá ou café.

• Evite tocar em pessoas resfriadas.

Por que as roupas não secam?

• Quanto mais alta a umidade relativa, mais difícil para o ar absorver a umidade proveniente da evaporação da água presente nas roupas.

Por que as paredes “choram”?

É devido a um fenômeno semelhante ao que ocorre com uma chaleira com água no fogão. Quando o fogo esquenta a água, ela vira vapor. Mas, quando esse vapor encontra uma superfície mais fria, volta a se transformar em água na forma líquida. O mesmo acontece com a umidade do ar na forma de vapor, que condensa ao entrar em contato com uma superfície um pouco mais fria (como uma parede).

Leia mais
Comente

Hot no Donna