Negociar e dialogar é essencial para controlar as vontades das crianças

Presentes devem significar datas especiais e não tarefas triviais cumpridas

Muitas vezes, as crianças se tornam consumistas por falta de limites da família
Muitas vezes, as crianças se tornam consumistas por falta de limites da família Foto: Jefferson Botega

Bater o pé, chorar ou gritar são algumas das artimanhas que as crianças usam para ganhar tudo aquilo que desejam. Mais que caprichos, essas atitudes podem conduzir a personalidades de adultos frustrados no futuro. Mas contornar os ímpetos dos pequenos é possível, e é um trabalho que exige paciência e persistência dos pais.

Segundo a psicóloga responsável pela Pediatria do Hospital São Lucas, Rejane Kelleter, as crianças se tornam consumistas por falta de limites da família. O comportamento depende muito de cada criança, algumas são mais passivas outras mais ativas, mas a forma como os pais lidam com os filhos influi diretamente nas atitudes na infância.

? É comum os pais tentarem gratificar uma criança com bens materiais depois de uma briga ou mesmo pela falta de atenção ? afirma Rejane.

Para ela, isso é um erro pois pode estimular o consumo e a competição, fazendo com que os pequenos não façam mais nada “de graça”.

? As crianças tendem a começar a exigir e manipular as situações, vendo que podem pedir, e que os pais vão dar.

Conforme a especialista é fundamental que a criança entenda que cumprir uma tarefa ou se portar bem deve fazer parte da conduta dela e não ser uma moeda de troca.

A psicóloga acredita que a mídia e a publicidade podem influenciar no comportamento das crianças caso os pais não saibam dar limites, dialogar e negociar com os pequenos. Em datas especiais como Dia das Crianças e Natal, o apelo é ainda maior.

? Os pais precisam entender que não são coisas materiais que vão suprir todas as necessidades das crianças. Em alguns casos, é preciso conversar e explicar a realidade da família ou mesmo explicar que, se ela está ganhando um presente, é porque se trata de uma data especial, que isso não vai acontecer todos os dias.

Ganhar tudo que se quer, de forma fácil, pode fazer com que a criança não valorize o que tem. Além disso, elas vão precisar aprender que nem tudo acontece da forma que se quer depois de adultos.

? E quando elas crescerem? Elas vão ter que disputar um trabalho, e ninguém vai dar isso para elas sem que haja esforço. Se eu não aprendi a tolerar e lidar com certas situações eu cresço achando que posso ter tudo ? alerta a psicóloga.

Como controlar as vontades das crianças?

:: diálogo é essencial em qualquer idade. Desde pequenos, eles precisam ouvir dos responsáveis o que podem e o que não podem e por quê;

:: presentes não devem compensar falta de momentos de afeto ou atenção;

:: negocie com a criança. Se ela pedir algo em um momento inoportuno, diga que em uma data em especial ela poderá ganhar;

:: seja firme e não ceda. Se disser não, não volte atrás caso a criança insista;

:: quando der um presente, explique porque está dando e faça-a entender que se trata de uma ocasião em especial.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna