No Natal o menu é sempre tradicional, mas um pouquinho de inovação vai bem

Veja como é possível dar uma variadinha sem sair da tradição desta data do ano

O significado da tradição é a afirmação de valores perenes
O significado da tradição é a afirmação de valores perenes Foto: Charles Guerra

Compartilhar

? Peru, lombo, farofa doce, rabanada… Engraçado como esses pratos tão gostosos são esquecidos no resto do ano. Toda noite de natal eu me pergunto como consegui ficar o ano inteiro sem comer uma rabanada ou um lombinho ? brinca Gisele Munhoz, sócia-proprietária do restaurante Lake’s, um dos muitos estabelecimentos de Brasília que servirão a mesa de festas de famílias brasilienses nesta sexta-feira.

Entre pratos mais moderninhos oferecidos (salada marroquina, bacalhau, arroz ao champanhe), prevalece a tradição.

? A maioria das pessoas quer o peru. Por mais que pareça uma proposta bacana inovar na ceia de Natal, as pessoas têm esse apego, que é justificável. São essa tradições que fazem a data ser tão gostosa ? acredita.

Mas, se no Brasil, o peru é o carro-chefe da ceia, em outras mesas mundo afora, há outros itens considerados indispensáveis. Nos Estados Unidos, o ganso assado com maçã é campeão. Na Inglaterra, o pudim e o pato assado com mexericas estão sempre presentes. Em alguns países europeus, como a Espanha e a Itália, onde o Natal só é comemorado no Dia de Reis (6 de janeiro), as honras pertentem à chamada rosca dos reis magos, feita com frutas cristalizadas e com um pequeno brinquedo escondido na massa, para surpreender as crianças.

Na França, pense em suntuosos faisões e carnes de cervo. Em Portugal, como já esperado, o bacalhau faz a vez do nosso famoso peru (a rabanada, a propósito, também é obrigatória por lá).

Tradicional ou não, encomendada ou não, o que interessa é aproveitar a noite de Natal para sentar-se à mesa e confraternizar. Quem quiser adicionar um pouco de capricho, pode preparar arranjos com Papais Noéis, anjos bolas de Natal, pinhas secas recolhidas ao pé dos pinheiros do Parque da Cidade. Vale espalhar sobre a toalha nozes (fechadas ou abertas), frutas cristalizadas e velas, muitas velas.

Tudo isso entre pratos com petiscos ?rabanadas, bolo, biscoitinhos de Natal, torradas e pastinhas. Enfeite os prato com lacinhos vermelhos. Se essa for a única mesa da casa, tudo bem. Se não quiser tirar tudo dela para servir a ceia, deixe que os convidados comam de forma mais descontraída, no sofá e nas cadeiras espalhadas pela sala. Acenda as luzes da sua árvore, ponha uma boa música, abra um champanhe e feliz Natal!

Leia mais
Comente

Hot no Donna