Nos dias quentes de verão, os pets também ficam mais vulneráveis a problemas

Medidas simples ajudam os mascotes a não sofrerem muito com o calor

Troque a água do animal mais vezes ao dia para estar sempre fresquinha
Troque a água do animal mais vezes ao dia para estar sempre fresquinha Foto: Stock Photos

É só o fim do ano se aproximar para que os efeitos do verão sejam sentidos ? e não só pelos humanos. Diante do clima quente, os bichos de estimação, que produzem suor por meio da língua, ficam mais sujeitos a pulgas e carrapatos, a desidratação e até a queimaduras de pele. Medidas simples, porém, podem trazer alívio ao pet, como passeios em horários de sol mais fraco, tosas mais frequentes e água disponível o dia todo.

Segundo a veterinária Michelle Abreu, as pulgas e os carrapatos proliferam nos períodos de temperatura elevada. Além do desconforto que causam, os parasitas podem ser vetor de várias doenças. Para combater o problema, a especialista recomenda o uso de xampus apropriados e de coleiras antipulgas. Outra opção é pulverizar o terreno onde o animal vive com produtos específicos. Ou, ainda, fazer a “vassoura de fogo” ? queimar ou jogar vapor quente no local.

O sol forte em horários inapropriados também põe em risco a saúde dos bichinhos, por isso o ideal é que os passeios sejam feitos antes das 10h ou após as 16h.

? É tão perigoso quanto para os humanos, principalmente pra cães com pelagem de pigmentação branca e com o focinho rosa, como o pitbull ? afirma a veterinária.

egundo Michelle, eles também estão sujeitos a desenvolver câncer de pele. A boa notícia é que já existem protetores solares exclusivos para animais.

Sobre a possibilidade de desidratação, a especialista alerta:

? É necessário deixar a água disponível por 24 horas, à vontade, num pote específico para ela. A ração deve ser dosada, mas o líquido não.

A água de coco, que hidrata ainda mais, também pode ser consumida pelos bichos.

Seu cachorro está com pulgas e carrapatos e você não sabe o que fazer? Confira algumas maneiras de expulsar esses invasores:

– Mantenha-o longe de outros animais, de preferência em quarentena, para que não haja transmissão.
– Use somente remédios autorizados. Em caso de dúvida, consulte um veterinário para saber qual o mais indicado.
– Dê banhos no animal com xampus contra pulgas e carrapatos.
– Se possível, coloque uma coleira antipulga no bichinho. O método é simples e eficaz.
– Leve o animal para ser tosado. Associada ao tratamento veterinário, a tosa elimina os parasitas.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna