Nova dieta? Readaptar a mente às necessidades reais do corpo é essencial

Para o sucesso da empreitada, trabalhar a motivação é essencial

Maior dificuldade para quem consegue emagrecer é manter para vida toda o peso conquistado
Maior dificuldade para quem consegue emagrecer é manter para vida toda o peso conquistado Foto: Tatiana Cavagnolli

Para uma reeducação alimentar ou uma dieta de sucesso, algumas vezes uma pessoa necessita muito mais do que informações e acompanhamento nutricional. Segundo a nutricionista Ana Carolina Bragança, a mudança precisa ocorrer também em âmbito psicológico. Pensamentos negativos e falta de motivação fazem com que a maioria das pessoas desistam de seguir uma alimentação saudável.

? Durante esses anos trabalhando com nutrição clínica, passei a observar que a maior dificuldade para as pessoas que conseguem emagrecer é manter para vida toda o peso conquistado. Muitos desistem da dieta e recuperam o peso perdido ? diz a nutricionista, que trabalha com transtornos alimentares.

Ana Carolina explica que o ideal é aliar a terapia comportamental ao acompanhamento nutricional. Segundo ela, essa técnica, que ela chama de Terapia Alimentar, foi criada proposta pela psicóloga americana Judith S. Beck, da Universidade da Pensilvânia, filha do psiquiátra Aaron Beck, criador da terapia cognitivo comportamental (TCC).

? O trabalho deve ser baseado em técnicas de terapia cognitiva, através de um programa que o paciente aprenda a pensar de uma forma diferente, para que possa modificar seu comportamento, não apenas em curto prazo, mas para o resto da vida. Pesquisas mostraram que as pessoas podem aprender a mudar seu comportamento e, o que é mais importante, manter essa mudança.

A nutricionista afirma que quando não se modifica a maneira de pensar, fica mais complicado sustentar novos hábitos alimentares. A pessoa que pretende reeducar-se precisa identificar as principais distorções que a impedem de fazer uma dieta e alcançar e manter o peso desejado.

Conheça alguns dos pensamentos que podem sabotar uma reeducação:

:: Racionalizações

“Não há mal em comer isto porque…”

:: Subestimação das consequências

“Comer isso não vai fazer diferença…”

:: Pensamentos auto-ilusórios

“Já que exagerei um pouquinho, posso comer tudo o que quiser no resto do dia…”

:: Regras arbitrárias

“Não posso desperdiçar alimentos…”

:: Leitura da mente

“Minha amiga pensará que sou mal educada se não comer o bolo que ela fez…”

:: Exagero

“Não suporto estar com fome…”

Leia mais
Comente

Hot no Donna