O que torna uma música um hit de verão?

Radialistas e DJs fazem suas apostas para as paradas musicais da temporada

Músicas do verão devem inspirar coisas boas a quem está ouvindo
Músicas do verão devem inspirar coisas boas a quem está ouvindo Foto: Roberto Scola

É tocar aquela música para você lembrar como foi feliz num verão distante. Talvez você nem goste do cantor Latino, mas é certo que o hit “Festa no AP” lhe traz boas recordações. O que dizer do single “Canto da Cidade”, de Daniela Mercury? Axé não é sua praia, a música, porém, fez parte de todos os seus dias passados à beira mar entre 1992 e 1993.

Para Pedro Leite, radialista da Itapema, os hits de verão trazem sentimentos do tipo: “trabalhei o ano inteiro e agora vou ser feliz”. Não precisa ser fã do cantor, nem do ritmo, basta a música ser alegre e para cima.

— Não importa o bom ou mau gosto. As pessoas estão mais felizes e com o sentimento de que vão se entorpecer de coisas boas e a música é uma maneira de fazer isso.

Antes, as gravadoras tinham papel determinante nos hits que embalavam as noites e os dias quentes. Leite explica que elas escolhiam a música mais comercial do álbum, lançavam para as rádios, que “massacravam” o single. Para ele, com a internet e MP3 o cenário mudou. O ouvinte participa mais desta escolha.

Leite cita como exemplo de emplacadores de hits o ritmo axé, que é alegre e os artistas cariocas como Marina e Lulu Santos.

— O carioca tem muito dessa leveza da estação mais quente — observa.

Na onda dos cariocas, a dupla Claudinha & Bochecha também emplacou hits de verão, além do cantor Latino. Colunista da Contracapa do Caderno de Veriedades do DC, o jornalista Marcos Espíndola faz uma brincadeira:

— Se não tem hit do Latino não tem verão!

Para ele, as músicas que estouram durante a temporada são estimulantes, algumas trazem letras irreverentes e até mesmo conteúdos sexuais, como os funks cariocas, que também costumam tocar com frequência no verão.

Natal nos EUA marca lançamentos de CDs

O radialista da Atlântida Bola acrescenta que outros dois fatores contribuem para as músicas estourarem no verão brasileiro. Um deles é a música ter feito a cabeça do europeus no verão, nas chamadas Club Plays. O outro são os lançamentos de CDs no Natal norte-americano, que coincide com o calor no hemisfério sul.

Além disso, para um hit pegar ele precisa grudar na cabeça. Para isso, o refrão precisa ser fácil.

— Alguns artistas testam a música com crianças, para ver se ela irá cantar. Se sim, pode apostar que ela vai pegar — afirma.

O jornalista Fábio Bianchini, fã confesso do verão, é um dos autores de um blog que faz a contagem regressiva para a estação. A cada post, um vídeo com músicas que lembrem por algum motivo as temperaturas mais elevadas. Para ele, durante o verão algumas músicas estouram porque as pessoas saem mais, tem carnaval e os principais festivais musicais.

As pessoas se reúnem e bebem ao redor de uma música, que às vezes estava cozinhando durante o ano inteiro.

Hits eletrônicos

Hits de verão também embalam as casas noturnas, o ritmo porém é o eletrônico. O termômetro acaba sendo o verão europeu, como o de Ibiza e Saint-Tropez. Nas pistas, o DJ David Guetta é um dos que mais emplaca músicas durante a temporada.

Diretor artístico da Posh Club, da Pacha Floripa e do Complexo Stage em Florianópolis, Edo Krause também toca nas nights de verão na Ilha. Para ele, o principal é colocar aquilo que as pessoas querem ouvir.

— Nem todas que fazem sucesso lá fora estouram aqui. É preciso medir a reação da pista.

Como DJ, ele já tocou músicas em baladas que nunca pensou que tocaria, como Lulu Santos, Jorge Ben e até sertanejo.

— Mas isso foi na Posh. Lá as pessoas vão realmente para se divertir. Todo mundo aceita tudo.

O DJ Ely Yabu, do grupo El Divino e do Parador de Praia, P12 em Jurerê Internacional, diz que à beira-mar as músicas tocadas durante o dia são mais calmas, do estilo deep house e house. À noite, o ritmo fica mais intenso.

— Mas também temos a preocupação de tocar algo para as pessoas cantarem junto.

Apostas para o verão 2011

California Gurls – Katy Perry

Loca – Shakira

We No Speak Americano – Yolanda Be Cool

Alors Dance – Stromae

The Time – Black Eye Peas

Worth It – Wanessa

Buttom Up – Nicki Minaj

Água – Claudia Leitte

A Viola do Lú – Xandy, Ivete Sangalo e É o Tchan

Todas de Ke$ha

Todas de Justin Bieber

Todas de David Guetta

Banho de Mar – Tijuquera

Melhor do Que So – Iriê

Relembre hits de verão


Rebolation – Parangolé (2010)

I’ve Gotta a Feeling – Black Eye Peas (2009/2010)

Se Ela Dança, Eu Danço – MC Leozinho (2005/2006)

Festa no AP – Latino (2004 / 2005)

Hey Ya – Outkast (2003/2004)

Já Sei Namorar – Tribalistas (2002/2003)

Bomba – Bragaboys (2000 / 2001)

Anna Julia – Los Hermanos (1999 / 2000)

Mambo Number Five – Lou Bega (1999/2000)

Music Sounds Better With You – Stardust (1998/1999)

Quero Te Encontrar – Claudinho e Bochecha (1997/1998)

Garota Nacional – Skank (1996/1997)

Milla – Netinho – clicar no álbum “Netinho ao vivo” (1996/1997)

The Rhythm of the Night – Corona (1995/1996)

La Rúbia Del Avión – Los Ladrones Sueltos (1995/1996)

Macarena – Los del Río (1995/1996)

Segura o Tchan – Gera Samba (É o Tchan) (1995)

O Canto da Cidade – Daniela Mercury (1992/1993)

W/Brasil – Jorge Ben Jor (1991/1992)

Lambada – Kaoma (1989)

Uma Noite e Meia – Marina (1987/1988)

Fricote – Luiz Caldas (1987)

Do Leme ao Pontal – Tim Maia (1986/1987)

O Último Romântico – Lulu Santos (1984/1985)

Vamos Fugir – Gilberto Gil (1984/1985)

Vamos a La Playa – Righeira (1983)

De Repente Califórnia – Lulu Santos (1982/1983) – (no link, medley com Sereia e Como uma Onda)

Colaboraram Marcos Espíndola, Renê Müller, Fábio Bianchini e Bola

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna