ONG afro quer multa para São Paulo Fashion Week

Organização em defesa da causa negra diz que evento não cumpriu cota mínima de afrodescendentes

Capa deste domingo, 19/06/2011
Capa deste domingo, 19/06/2011 Foto: Reprodução, ZH

A ONG Educafro (Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes) afirmou que entrará com representação no Ministério Público pedindo a aplicação de multa a grifes e à organização do São Paulo Fashion Week pelo não cumprimento da cota de 10% de modelos negros. Segundo a ONG, o descumprimento da norma “geraria multa de R$ 250 mil por grife e para os organizadores”, valor que seria revertido em bolsas de estudo para negros em cursos de modelo.

Um ato de protesto em favor do aumento para 20% na participação de modelos negros nos desfiles foi realizado na última segunda-feira (13) pela mesma ONG, durante a abertura do evento de moda paulista. Em seu site, a Educafro classificou como inaceitável a preponderância por modelos de cor branca, que constituem, segundo eles, uma “padronização europeia” nos desfiles de moda no Brasil.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna