ONG cria versão de pelúcia de animais de estimação

Brincadeira solidária, inventada por menina de 10 anos, vira mania nos EUA

Réplicas de brinquedo são feitas usando como guia as fotos enviadas pelos donos
Réplicas de brinquedo são feitas usando como guia as fotos enviadas pelos donos Foto: Reprodução

Uma das novas manias dos pet lovers dos Estados Unidos saiu da cabeça de uma menina de 10 anos. Fã de cachorros e voluntária de um abrigo para animais abandonados, a pequena Theodora teve a ideia de criar versões de pelúcia dos vira-latas que tanto amava. Daí para a sacada de vender os brinquedos, e com o dinheiro dar uma vida mais digna à suas versões em carne e osso, foi um pulo.

Hoje a Shelter Pups, organização da qual a menina faz parte, tem orçamento gordo graças à adesão em massa dos americanos aos simpáticos animais de mentirinha.

A ONG trabalha com duas modalidades de venda dos brinquedos. A primeira consiste na adoção de um bicho de pelúcia. No site shelterpups.com o internauta encontra várias opções, todas criadas à imagem e semelhança de bichos de verdade, que num abrigo próximo abanam o rabo por um prato de comida. O dinheiro da adoção – cerca de R$ 100 – é usado para comprar ração, pagar veterinários e ampliar as instalações. O bicho de pelúcia adotado chega na casa do novo dono nos dias seguintes.

A segunda forma de ajudar surgiu como surpresa para os voluntários. Impressionados com a semelhança entre os brinquedos e o animal de verdade, internautas passaram a encomendar réplicas do pet que tinham em casa. Esta acabou sendo a principal fonte de renda da Shelter Pups. O brinquedo sai por mais ou menos R$ 300. Para mandar para o Brasil, de onde partem muitas encomendas, a ONG cobra ainda as taxas de envio internacionais.

Para pedir um, basta acessar o site, enviar fotos de close do cachorro, e dar detalhes para que a réplica seja um sucesso, como cor do focinho, pintas e outras características especiais. Há quem encomende numa tacada só versões de toda a cachorrada que têm em casa. Assim como no modelo de adoção, o valor pago pelo brinquedo vai ajudar cachorros de verdade no abrigo.

A vez dos gatos

Aperfeiçoar a cópia perfeita dos bichinhos levou tempo. Os voluntários testaram vários tipos de materiais até chegar a uma mistura de pelúcia, lã e especialmente feltro, que quando esfregado ajuda a dar o aspecto realista do pelo. Todo o processo de aperfeiçoamento foi supervisionado por Theodora, a mentora da ideia.

Em 2013, a Shelter Pups amplia seus trabalhos. Atendendo mais uma vez aos pedidos de apaixonados por pets, a ONG passará a vender gatos de brinquedo. O valor ainda não foi fechado, mas também deve ficar perto de R$ 300.

Leia mais
Comente

Hot no Donna