Oprah Winfrey diz que foi vítima de racismo em viagem recente à Suíça

Apresentadora contou que atendente de loja de grife disse que bolsas eram caras demais para ela

Foto: TEPHANE DE SAKUTIN

Uma das mulheres mais ricas do mundo teve atendimento negado em uma loja de grife da Suíça. Oprah Winfrey revelou a um programa de tevê ter sido vítima de racismo em viagem recente. A apresentadora contou que uma vendedora não quis atendê-la durante uma sessão de compras numa loja de bolsas.

De acordo com Oprah, a vendedora disse que as bolsas seriam caras demais para ela, insinuando que a apresentadora não teria dinheiro para fazer compras ali. Mal sabia a moça que estava falando com uma mulher que faturou mais de US$ 70 milhões apenas no ano passado.

? Há duas formas de lidar com esse tipo de coisa. Eu apenas saí do local sem discutir, mas poderia ter discutido. O que aconteceu é uma prova de que o racismo ainda existe – disse.

A rede BBC ouviu a dona da loja, que classificou o episódio como um mal-entendido. Segundo ela, a atendente mostrou vários modelos para Oprah e disse que a bolsa cara demais era um modelo especial que estava protegido dentro de uma redoma de vidro, não disponível para venda.

As últimas do Donna
Comente

Hot no Donna