Ospa emociona público com temas de videogames

Apresentação da série Concertos para a Juventude lotou o Salão de Atos da UFRGS neste domingo

Espectadores de todas as idades acompanharam o concerto
Espectadores de todas as idades acompanharam o concerto Foto: Lauro Alves

Um fim de semana ensolarado e com temperaturas agradáveis é convite para uma volta no parque, um piquenique em família, um passeio de carro ou um encontro entre amigos. A manhã deste domingo propôs uma programação diferente. Pais e filhos, idosos e crianças e, claro, gamers. Todas as gerações aproveitaram o dia para ir ao Salão de Atos da UFRGS conferir o Concerto para Juventude da Ospa que relembrou clássicos do videogame.

Veja como foi:

Minutos antes de começar, o auditório com capacidade para 1,3 mil pessoas já estava cheio. Havia poucas poltronas vagas, e um público cada vez maior se aglomerava na entrada à procura de lugares. Os pais acompanhavam os filhos pequenos. Senhoras de idade também se juntavam à multidão. Jovens com camisetas de videogames, com cogumelos e um encanador baixinho vestindo vermelho. Quem será? Imagens de Super Mario já estampavam as roupas de jovens nerds nos corredores que levavam ao salão. Camisetas de bandas de rock também passavam por lá.

Ao subir no palco, o maestro Manfredo Schmiedt foi fortemente aplaudido. Quando perguntou ao público quem gostava de videogame, todos sabiam que momento mais esperado da manhã estava por vir. E a primeira estrela a soar nos acordes dos instrumentos musicais foi Super Mario.

O som começou suave, com o tilintar do pandeiro, o toque da flauta, e, aos poucos, foi ganhando força com a vibração de violinos, violoncelos, até a união de toda a orquestra. Os gamers aplaudiram de pé o arranjo que relembrou o efeito da estrela que concedia invencibilidade ao herói. Alguns assobiaram. Outros choraram. Era o momento de nostalgia deixada por bons tempos.

Temas de Sonic, Zelda e Top Gear continuaram o embalo. Cada nota se sobressaía individualmente, mesmo que tudo soasse em conjunto. A bateria foi um destaque à parte.

O concerto durou pouco mais de uma hora. A parte dedicada aos games, apresentada no final, teve poucos minutos. Embora curta, deixou marcas. Quando a orquestra saiu de cena, o som que ecoava nos corredores era um só: o incofundível tema que embalou as aventuras de Super Mario.

Leia mais
Comente

Hot no Donna