Pais devem conscientizar os filhos sobre situação financeira da família

De acordo com educador, é importante fazer os pequenos participarem das reduções de gastos

Momentos como a hora do planejamento das férias são ótimas oportunidades para falar sobre o assunto com as crianças
Momentos como a hora do planejamento das férias são ótimas oportunidades para falar sobre o assunto com as crianças Foto: Claudia Baartsch

Até que ponto os pais devem envolver as crianças quando o assunto é dinheiro? E quando a fase exige uma contenção de gastos? Os filhos devem ser informados sobre a situação ou não precisam ser envolvidos no problema? Para o educador financeiro Álvaro Modernell, os pais não devem esconder as dificuldades dos filhos.

? É um erro grave manter um padrão de vida incompatível com a realidade. Não se deve fazer isso apenas para agradar os filhos. Isso agrava a situação e, quando o orçamento ficar ainda mais apertado, o corte nas despesas precisará ser mais radical e a criança sofrerá mais, inclusive por ter sido surpreendida ? afirma.

De acordo com Modernell, é importante fazer os pequenos participarem das reduções de gastos. 

? Quando eles veem que todos estão se esforçando, também se mobilizam ? diz o autor dos livros de educação financeira para os pequenos “Zequinha e a porquinha Poupança” e “O poço dos desejos”.

Por tudo isso, é fundamental inserir os conceitos de educação financeira o quanto antes nas crianças.

? A partir dos cinco anos, elas estão mais receptivas ao assunto, pois é quando começam a querer comprar um brinquedo, um sorvete, um passeio. Eles começam a fazer a relação de que, para ter aquilo que desejam, precisam ter dinheiro ? explica o especialista.

Para desenvolver isso, alguns momentos, como a hora de comprar um brinquedo, a ida ao supermercado e o planejamento das férias, são ótimas oportunidades para falar sobre o assunto.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna