Para que o sexo seja prazeroso, cuidar da saúde íntima é fundamental

Confira os exames de rotina que devem ser feitos por eles e por elas mesmo sem sintomas de doenças

Emma acompanhada pelos amigos Maggie Gyllenhaal e Hugh Laurie
Emma acompanhada pelos amigos Maggie Gyllenhaal e Hugh Laurie Foto: AFP

Para mulheres
A partir dos 18 anos ou antes, se já mantiverem relações sexuais

:: Exame ginecológico: o procedimento é feito em um consultório pelo próprio ginecologista. Com o uso de um aparelho, o espéculo, o médico verifica o tamanho do útero e dos ovários e vê como anda a saúde da vagina.

:: Papanicolau: o exame serve para prevenir o câncer de colo de útero. Com um espéculo, o médico abre as paredes vaginais, introduz um cotonete e raspa o colo do útero para verificar possíveis alterações nas células da região. Por meio do Papanicolau também é possível detectar infecções na vagina. Da adolescência aos 60 anos, deve ser feito anualmente.

:: Colposcopia: teste mais detalhado, a colposcopia é realizada quando alguma
anormalidade é notada no Papanicolau. O aparelho, o colposcópio, aumenta a imagem do útero em até 40 vezes e é capaz de identificar mais precisamente as alterações no colo do útero.

:: Ultrassom transvaginal: avalia a saúde da região pélvica, analisando útero, trompas,
endométrio e ovários. O exame é feito introduzindo na vagina um pequeno tubo envolvido em um preservativo e com gel lubrificante.

:: Captura híbrida: o exame detecta a presença do vírus HPV, doença infecciosa  adquirida por meio do contato sexual. O médico utiliza um espéculo e faz a coleta da secreção vaginal. Esse teste precisa ser feito pelo menos uma vez. Se o resultado for negativo, não há periodicidade certa para repetição.

:: Mamografia: só é indicado após os 40 anos, com frequência anual. Depois dos 60, a
recomendação é repetir o teste a cada dois anos. Em qualquer idade, o auto-exame é fundamental para detectar algum nódulo. Uma vez por mês, de preferência na hora do banho e após o período da menstruação, com o braço levantado, a mulher deve examinar, cuidadosamente, com as pontas dos dedos, as duas mamas. Se notar nódulos ou se houver secreção ao apertar os mamilos, deve procurar imediatamente o médico e realizar a mamografia, radiografia que identifica alterações nas células da região.

Para homens
A partir da adolescência, em caso de sintomas, ou a partir dos 40 anos

:: PSA e toque de próstata: o teste de PSA consiste na retirada de uma amostra de sangue, em laboratório, e na dosagem da quantidade dessa substância. Taxas elevadas podem indicar a presença de câncer da próstata. Localizada abaixo da bexiga, a próstata é uma glândula responsável pela produção de parte do sêmen (líquido que contém os espermatozoides). Quando o homem envelhece, essa glândula tende a ficar mais rígida e aumentar de volume. Por volta dos 50 anos, pode apresentar problemas urinários (o aumento de volume da próstata começa a pressionar a uretra) e risco de
desenvolver câncer. O exame deve ser feito a partir dos 50 anos ou por homens com menos de 40 anos que apresentam sintomas ou tenham história de câncer de próstata na família.

:: Testes para DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis): quem mantém ou manteve relações sexuais desprotegidas deve, regulamente, fazer testes para detectar Aids (vírus HIV) e outras doenças sexualmente transmissíveis, tais com clamídia, herpes
genital, gonorreia, sífilis e hepatite B. São exames laboratoriais simples e úteis na prevenção e diagnóstico.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna