Pediatra é considerado a principal referência médica por 88% das mães brasileiras

Pesquisa revela as preferências da família quando o assunto é saúde dos filhos

Há cerca de 36 mil pediatras no Brasil
Há cerca de 36 mil pediatras no Brasil Foto: sxc.hu

Confiança. Essa é a palavra que define a relação da mãe com o pediatra, uma das especialidades médicas mais conhecidas do mundo. E para ela, a opinião deste médico tem tanta importância, que muitas vezes ele pode ser requisitado na madrugada de um feriado prolongado, antes mesmo da avó materna, que curiosamente neste caso fica em segundo plano.

A participação do pediatra na rotina da família começa logo nas horas iniciais de vida de um ser humano, quando o bebê acaba de nascer e precisa passar pelos primeiros exames. O trabalho desta especialidade consiste em prevenir e tratar doenças entre as primeiras horas de vida até mais ou menos os 18 anos de idade.

De acordo com Tânia Petraglia, professora da pediatria da Universidade Estácio de Sá, responsável pelo Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE) Rio de Janeiro, coordenadora do Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Fundação Municipal de Saúde de Niterói e membro do Comitê de Infectologia Pediátrica da SOPERJ, a importância da pediatria remonta à Revolução Industrial na Inglaterra com o surgimento da puericultura.

Atualmente, o pediatra é de extrema importância na promoção de saúde e prevenção de doenças para que o ser humano se torne um adulto saudável e tenha possibilidade de chegar à terceira idade com boa qualidade de vida. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria há no Brasil cerca de 36 mil pediatras, 18 por 100 mil habitantes e no Rio de Janeiro há um número ainda mais expressivo: são aproximadamente 34 pediatras por 100 mil habitantes.

Dados de recente pesquisa encomendada pela Pfizer e realizada pela Target Marketing apontam que 88% das mães de cinco capitais brasileiras (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Porto Alegre) consideram o pediatra como a principal referência quando o assunto é a saúde dos filhos. As avós e outros parentes aparecem em segundo lugar com 57% da preferência.

– As mães têm ciência da nossa importância para o saudável desenvolvimento dos filhos. Elas sabem que os benefícios da consulta ao pediatra são inúmeros, pois os cuidados na infância podem prevenir doenças, que futuramente causariam graves problemas de saúde, como, por exemplo, a obesidade – afirma Tânia.

A confiança que a mãe deposita no pediatra é prova de que a pediatria vai além dos cuidados com a saúde dos filhos e também visa o bem-estar familiar como um todo.

– O pediatra acaba assumindo também um papel de conselheiro e faz um acompanhamento junto à família, para que a criança seja amparada dentro e fora do consultório – finaliza Tânia.

Fonte: Pfizer

Leia mais
Comente

Hot no Donna