Pensamentos que sabotam a dieta: escritora americana ensina como pensar “magro”

Muitas vezes o esforço é abandonado e a pessoa volta a antigos e maus hábitos

A preocupação com os quilos a mais deixa as mulheres mais infeliz do que a solidão
A preocupação com os quilos a mais deixa as mulheres mais infeliz do que a solidão Foto: Ricardo Wolffenbüttel

Persistir em uma dieta de reeducação alimentar, todos sabemos, não é fácil. Quem já não falou ou ouviu falar: “só por hoje vou sair do regime”? Muitas vezes o esforço é abandonado e a pessoa volta a antigos e maus hábitos.

A americana Judith Beck, autora de Pense Magro (editora Artmed), um livro sobre dieta que não tem nenhuma receita alimentar, defende que a terapia cognitiva é capaz de ajudar a identificar pensamentos sabotadores de dietas e a responder a eles de maneira funcional.

? Com a terapia as pessoas aprendem a resolver problemas e quem faz dieta pode ter muitos problemas ? escreve a autora.

? A terapia cognitiva o ajuda a resolver problemas práticos e psicológicos, e também a aprender novos pensamentos e novas habilidades comportamentais ? ferramentas que você poderá utilizar pelo resto da sua vida ? afirma Judith.

Judith questiona no livro: “Você já saiu da dieta por alguma destas razões?”

:: Não se sentiu satisfeito mesmo tendo acabado de comer.

:: Sentiu-se chateado e pensou que comer o faria se sentir melhor.

:: Sentiu-se atraído por um alimento enquanto fazia compras no supermercado.

:: Estava tão cansado para cozinhar que optou por fast food.

:: É muito educado para recusar a sobremesa que prepararam para você.

:: Foi a uma festa e teve vontade de se tratar bem.

:: Se os outros não me virem comendo, então, realmente, não conta.

Para conseguir emagrecer, segundo a autora, é preciso resolver problemas práticos como os listados acima e também resolver problemas psicológicos como:

:: A sensação de estar sobrecarregado pelas exigências da dieta

:: A sensação de estar em privação

:: A sensação de estar desmotivado quando seu emagrecimento não correspondeu ao previsto.

:: A sensação de estar estressado com outros problemas da vida.

Leia mais
Comente

Hot no Donna