Pesquisa da Proteste mostra que é arriscado pedir comida japonesa em casa

No levantamento foi feita a análise de microorganismos e coliformes fecais

Entidade alerta para as condições de transporte das peças de sushi e sashimi
Entidade alerta para as condições de transporte das peças de sushi e sashimi Foto: Divulgação, hagah

Uma pesquisa feita em oito restaurantes de São Paulo pela Proteste Associação de Consumidores mostrou que pedir comida japonesa em casa é perigoso para a saúde. No teste, só não foram encontradas bactérias nos peixes crus de dois restaurantes. Os sushis e os sashimis, quando mal manipulados e transportados, podem provocar sérios problemas como vômitos, diarreias, dores abdominais e febre.

Na pesquisa foi feita a análise dos microorganismos mesófilos, coliformes totais e fecais, e foram verificados a contaminação geral, a qualidade higiênica e o tempo útil de conservação dos alimentos foi calculada uma média dos resultados das amostras de cada restaurante.

Para o teste foram selecionados oito restaurantes de comida japonesa que trabalham com sistema de delivery, na Vila Clementino, em SP: Flying Sushi, Gendai, Hi Sushi, Japengo Stera, Kenddo Sushi, Matsuya, Orient House, Taiyoo. Os pedidos continham sushi de salmão e de atum, sashimi de salmão e de atum e hossomaki de atum. Os que ficaram piores na avaliação foram Flying Sushi, Hi Sushi e Orient House. Só não continham coliformes totais os alimentos de Gendai, Kenddo Sushi e Taiyoo.

Já na pesquisa de Escherichia coli ? indicador de contaminação fecal – foram detectadas bactérias nos alimentos fornecidos pelos restaurantes Flying Sushi, Orient House, Taiyoo e Japengo Stera.

Leia mais
Comente

Hot no Donna