Pesquisa investiga por que as mulheres se submetem à depilação íntima

Namorados e amigas são influenciadores da prática

Foto: Waxmybiquini, Divulgação

Se tem uma coisa pela qual o Brasil é conhecido no Exterior (além de futebol e carnaval) é a depilação íntima. A técnica, inclusive, ganhou o nome lá fora de “brazilian wax”. Consiste em retirar boa parte dos pelos púbicos, prática dolorosa em maior ou menor intensidade conforme a sensibilidade de cada mulher.

Quais os motivos que levam a mulher a se submeter a este momento de tortura, então? A revista americana Atlantic, por meio da Universidade de Indiana, realizou um levantamento com estudantes universitárias que utilizam a técnica. O resultado foi que muitas mulheres arrancam todos os pelos da região íntima porque as amigas o fazem e/ou para agradar o parceiro.

As entrevistadas estão todas na casa dos 20 anos. Elas relatam que aderem à depilação após ouvir comentários masculinos de que “mantê-los seria anti-higiênico”.

O depoimento de uma estudante de administração, por exemplo, ilustra o caso. Ela conta que um rapaz afirmava não praticar sexo oral caso a moça tivesse pelos na área íntima. Outros universitários, segundo as meninas entrevistadas, também revelam que é mais agradável esteticamente.

As pesquisadoras Debby Herbenick e Vanessa Schick divulgaram que 60% das estudantes entre 18 e 24 anos com frequência se submetem à depilação íntima completa. Na faixa dos 25 a 29 anos os hábitos são similares.

Como diz a comentarista Ashely Fetters, do site TheAtlantic, que divulgou os dados, “Carrie Bradshaw, Hugh Hefner e Barbie contribuíram para a noção de mulher ideal desta geração feminina, que é atlética e depilada”.

E você? Acha que as mulheres precisam depilar todos os pelos da região íntima? Vote na enquete do Donna e clique em “see previous responses” para ver o resultado total.

Leia mais
Comente

Hot no Donna