Poluição e obesidade atrapalham fertilidade masculina

Alimentação saudável ajuda a melhorar a qualidade dos espermatozóides

Homens que pretendem ter filhos, no presente ou mesmo em um futuro distante, devem fazer um espermograma
Homens que pretendem ter filhos, no presente ou mesmo em um futuro distante, devem fazer um espermograma Foto: Pena Filho

Hábitos de vida podem ajudar ou atrapalhar a fertilidade masculina. Quase metade dos homens inférteis não consegue descobrir a causa de não poder ter filhos e os especialistas acreditam que a culpa seja de um rotina pouco saudável. Por outro lado, uma alimentação saudável e a prática de exercícios podem trazer muitos benefícios.

? A fertilidade está ligada à produção do sêmen e isso envolve a parte hormonal, o comportamento e os costumes alimentares. Uma dieta rica em vitaminas e antioxidantes pode melhorar a concentração e a qualidade dos espermatozoides. Recentemente foram feitos 11 estudos que ligam a obesidade à alteração da produção de células reprodutivas ? analisa Bruno Schesser, diretor do Instituto Brasileiro de Reprodução Humana Assistida (Ibrra).

Alguns fatores, considerados raros, também podem influenciar a fertilidade masculina. A poluição do ar, principalmente para os homens que trabalham com produtos químicos, pode diminuir a qualidade do espermatozoide. Além disso, o velho mito de que calça muito apertada também pode atrapalhar o funcionamento do órgão reprodutivo é verdadeiro.

? A temperatura influencia muito nesses caso. Também não é recomendado o uso contínuo de saunas e ôfuros ? diz Pimentel.

A melhor forma de descobrir a existência ou não de um problema de fertilidade é fazer um espermograma. O exame avalia a quantidade e a qualidade do espermatozoide. Não existe uma recomendação da Sociedade Brasileira de Urologia sobre quando ele deve ser feito, mas muitos casais o colocam na lista de exames pré-nupciais.

? Geralmente, recomendamos o teste quanto um casal tenta ter filhos e não tem sucesso depois de seis meses. Pode ser constrangedor para alguns homens, mas é um exame muito simples . E sempre vale a pena procurar um especialista ? aconselha o andrologista.

Depois de tentar ter filhos sem sucesso, Sandro Rodrigues, 36 anos, passou por todo o processo para chegar até ao diagnóstico.

? É um situação muito penosa para o casal. Para o homem, a pressão é muito grande e tem aquela coisa do machismo em relação a isso. É preciso passar pelo desconforto do espermograma e pela coleta ? comenta o administrador.

O lado psicológico também fica muito abalado.

? Tem que estar com a cabeça muito boa, porque senão vai tudo por água baixo ? acrescenta.

A mulher dele, Janice, tem problemas de ovulação e isso impossibilita a gravidez. Foram quase nove anos, três fecundações in vitro e duas inseminações até a chegada de Maria Vitória, hoje com 1 ano e 3 meses. De acordo com o diretor do Ibrra, é importante não perder tempo.

Espermograma

Homens que pretendem ter filhos, no presente ou mesmo em um futuro distante, devem fazer o exame.

? O interessante na vida é ter opções. O espermograma deve ser encarado com um exame de rotina. Mesmo com o resultado nas mãos, ele precisa ser repetido depois de três meses. Isso evitaria desgastes e momentos de angústia para o casal e ajudaria em um possível tratamento de fertilidade ? afirma Schesser.

? E mais: se um homem tiver varicocele pode correr o risco de doença ir piorando a cada ano; quanto mais cedo ele for tratado, melhor”, sugere. (TS)

Leia mais
Comente

Hot no Donna