Por que as mulheres aceitam ser cobaias dos preenchimentos de pele

Procedimentos em testes muitas vezes são arriscados para a beleza e a saúde

Mulheres submetem-se às aplicações da substância em consultórios médicos ou dermatológicos
Mulheres submetem-se às aplicações da substância em consultórios médicos ou dermatológicos Foto: Divulgação

Anna Macintyre já foi uma mulher que se achava bonita. Atualmente, com 43 anos, a gerente de marketing de uma grande marca nos Estados Unidos sempre põe a mão na frente da boca ao falar. Dois anos atrás ela decidiu engrossar os lábios com um preenchimento de pele. Seus lábios ficaram tão inchados que a pele esticou demais e veias bem vermelhas apareceram acima do lábio superior.

? Eu não acredito que destruí minhas feições tentando me tornar mais bonita ? ela disse.

Infelizmente, ela não tem a menor ideia do que foi injetado nela.

Este não é um caso isolado: para pelo menos 147 substâncias injetáveis, apenas sete têm aprovação da Food and Drug Administration (FDA), agência que monitora a segurança e a eficácia dos produtos. Mas de acordo com o consultor de cirurgias plásticas Nigel Mercer, um dos presidentes da Associação Britânica de Cirurgia Plástica e Estética (BAAPS, na sigla em inglês), uma vez que o produto é aprovado não são mais feitos testes para assegurar sua performance.

Os preenchimentos injetáveis prometem acabar com rugas e deixar a pele mais firme. A FDA recomenda injeções à base de ácido hialurônico ou colágeno. O ácido hialurônico é produzido naturalmente pelo corpo e sua função central é ajudar as células a manter sua umidade. Se ocorrer algum erro, ele poderá ser dissolvido com o uso de uma enzima chamada hialuronidase.

? Por isso o ácido hialurônico é mais seguro ? garante Ron Myers, diretor do site de estética consultingroom.com.

Uma pesquisa feita pela BAAPS no ano passado mostrou que 38,5% dos cirurgiões disseram que de 1 a 3 pacientes no último ano procuraram seus consultórios devido a complicações de preenchimentos. Segundo os cirurgiões, não há um produto completamente seguro.

As mulheres que desejam fazer preenchimentos devem tomar algumas medidas de segurança antes de se submeterem ao procedimento. A primeira é checar que produto será usado e se assegurar de como está sua aceitação. Se os médicos se recusarem a dizer qual será a substância, dê meia volta e não faça a plástica.

? Eu tenho um monte de pacientes que parecem deformados depois de usarem marcas como Aquamid ou Dermalive – diz o dermatologista Michael Prager. ? Nestes casos, é preciso esperar quase uma década para o enchimento se dissolver ou poder ser cortado.

Outra medida é checar o registro do profissional que fará o preenchimento, saber de suas qualificações e receber indicações. Há ainda um cuidado básico: nunca fazer preenchimentos em salões de beleza ou pequenas clínicas, mas sempre em lugares especializados.

Leia mais
Comente

Hot no Donna