Prática de atividade física na infância melhora aprendizado

Estudo mostra que exercícios ajudam a ter bom rendimento em matemática e leitura

Crianças deveriam se mexer mais, diz estudo
Crianças deveriam se mexer mais, diz estudo Foto: Hassan Ammar

As crianças que praticam atividades físicas, na hora do recreio, nas aulas de educação física ou no caminho para casa, apresentam um melhor rendimento na escola. É o que indica uma revisão de estudos publicada na revista cientítica Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine. Os dados são publicados num momento em que as escolas americanas, em geral, cortam o tempo dedicado à atividade física para investir em mais horas de preparação para os exames, provas.

Amika Singh, que trabalhou na investigação, afirma que os dados mostram que os colégios deveriam priorizar tanto o estudo quanto o exercício físico, e que as famílias dos alunos deveriam ter a mesma atitude em casa.

? Poderia ser um descanso ativo, como se levantar a cada meia hora na classe e fazer algo ? disse Amika, do Centro Médico da Universidade de Amsterdã. ? Também poderia ser ir para a escola de bicicleta, ou qualquer outra atividade física. Não estou me referindo apenas às aulas de educação física.

Ela e sua equipe analisaram 14 estudos nos quais os autores comparam a atividade física da criança com as suas notas nas disciplinas de matemática, língua, cultura geral e exercícios de memória. A investigação incluiu dois tipos de avaliações.

Dez foram estudos de observação, nos quais os autores perguntaram a pais, professores e estudantes o seu nível de atividade. Depois os alunos foram acompanhados durante alguns meses ou anos para avaliação de seus resultados acadêmicos

Nos outros quatro estudos, um grupo de crianças teve mais tempo em aulas de educação física e de outras atividades físicas. E suas notas foram comparadas com as de um grupo que não recebeu essa atividade física extra.

Quando os pesquisadores perguntaram aos estudantes quanto tempo se dedicavam a fazer exercícios, constataram que os grupos com o maior índice de atividade física apresentaram melhor rendimento escolar. Alunos com um adicional de 90 minutos de exercícios na semana tiveram melhores resultados em testes de ortografía, leitura e matemática, além de terem ganhado menos peso durante os três anos seguintes.

Uma hipótese para explicar o benefício da prática de atividade física no rendimento escolar é que as crianças e adolescentes se comportar melhor, se concentram mais na hora dos exercícios, ou a atividade física melhora o fluxo de sangue para o cérebro e aumenta a disposição.

Pesquisas recentes indicam que muitas crianças americanas não têm a quantidade ou horas de educação física e de recreio recomendadas, segundo a Associação Americana do Coração, que indica duas horas e meia de educação física por semana e 20 minutos de recreio por dia.

Leia mais
Comente

Hot no Donna