Primeiro prostituto legalizado dos EUA trabalha em Nevada

Semana de estreia no trabalho foi "lenta", segundo o rapaz

Foto: AP

Um prostíbulo em uma cidade desértica em Nevada contratou o primeiro prostituto do estado, um musculoso rapaz de 25 anos que deixou para trás o fugaz desejo de ser ator de filmes pornô em Los Angeles.

O “rancho” Shady Lady conseguiu aprovação do estado e do condado para permitir o exercício legal da profissão. Depois de uma lenta primeira semana de trabalho, o prostituto tem seus primeiros encontros previstos para este fim-de-semana.

O homem conhecido por Markus se tornou o centro das atenções na indústria do sexo em Nevada. Para começar, foi criticado por suas colegas mulheres por não aceitar relações sexuais com homens.

E criou controvérsia depois de afirma à revista Details que seu papel pioneiro no negócio do sexo era equivalente ao de Rosa Parks, ícone da defesa dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos. Não é de surpreender que acabou proibido de dar entrevistas.

A dona do Shady Lady, Bobbi Davis, elegeu Markus entre dez candidatos, selecionados entre centenas de interessados. Parte do atrativo do escolhido era que não temia fazer publicidade.

– Toda mulher que entre por essa porta será apreciada – disse Markus em sua entrevista à publicação.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna