Psicóloga dá dicas de como evitar o estresse e se organizar na última semana do ano

Organização emocional é a base da organização do cotidiano, afirma especilista

Se não tiver muito tempo para descansar, ao menos lembre de fazer respirações profundas e lentas com frequência
Se não tiver muito tempo para descansar, ao menos lembre de fazer respirações profundas e lentas com frequência Foto: Caio Cezar

Final de ano é o momento ideal para repensar planos, seja nas áreas profissional, financeira ou emocional. Mas as festas e os afazeres dessa época podem tornar esse período estressante para muitas pessoas. Segundo a psicóloga clínica e terapeuta, Giovana Tessaro a organização precisa ser física e emocional, tanto para estipular desafios, quanto para equilibrar emoções e passar por essa fase com tranquilidade.

Giovana explica que a organização emocional é a base da organização do cotidiano e que o início do ano torna-se uma data propícia para uma verdadeira transformação.

? Muitos pacientes acreditam na possibilidade de mudança nesse período, uma transformação de ano novo, porém é preciso sim fazer uma reestruturação interna. O resultado desse desenvolvimento emocional será sentido no desempenho profissional, na vida pessoal e em todos os outros aspectos da vida.

Confira algumas dicas que a psicóloga Giovana Tessaro destaca para o final de ano:

:: Faça listas com atividades a cumprir até o final do ano: festas, compras, revisão do carro. Distribua estes compromissos na agenda, considerando algumas folgas, já que imprevistos podem acontecer. Se não surgirem imprevistos, ao menos você poderá curtir mais suas atividades.

:: Se não tiver muito tempo para descansar, ao menos lembre de fazer respirações profundas e lentas com frequência.

:: Está com dificuldades de concentração? Distraído? Coloque sua atenção nas regiões do corpo que estão apoiadas: braços, costas, quadril, coxas, ou apenas nos seus pés, se estiver em pé ou caminhando. Isso ajuda a trazer para o presente e sentir algum apoio.

:: Facilite sua vida simplificando seus métodos e atividades. Por exemplo: muitos cartões de crédito para administrar, ou perda de controle na hora de comprar? Tenha apenas um cartão de crédito e, de preferência, só saia com ele se precisar comprar algo.

:: Muito preocupado (a) com a organização da festa de Ano-Novo? Que tal simplificar e pedir ajuda? Lembre que o mais importante é poder celebrar com as pessoas que você gosta ou honrar o momento mesmo sozinho dando significado genuíno para as datas.

:: Reserve um tempo para parar e pensar objetivamente em como foi sua vida durante o ano em diferentes áreas: amorosa, financeira, social, familiar, profissional, lazer, esporte, religião. O que deu certo? O que precisa melhorar? O que se pode aprender com os erros? Quais suas metas para 2011?

:: Lembre-se de respeitar o seu espaço e o das pessoas que o rodeiam em casa, no trânsito, em qualquer lugar.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna