Quatro dicas para mães que buscam equilíbrio entre família e carreira

Organização, diálogo, autoavaliação e amor são requisitos necessários, diz especialista

Foto: Boris Peterka

Equilibrar a vida pessoal e a profissional pode ser um desafio para mulheres que têm fillhos. Pensando nisso, o consultor Eduardo Shinyashiki, especialista em comportamento humano e no desenvolvimento da liderança, elaborou quatro dicas fundamentais para que as mães consigam manter o padrão de sucesso no trabalho e dar a atenção necessária à família e às questões pessoais.

::: Administrar bem o tempo
Isso significa dosar bem as energias e o tempo dedicados às prioridades da vida da pessoa e dos assuntos profissionais, manter o foco no que é essencial dentro do ambiente de trabalho e, ao chegar em casa, lembrar que os filhos e o marido, ou seja, a família em geral, também precisam de atenção e dedicação.

::: Compartilhar ambições, objetivos e desafios
Encontrar o justo equilíbrio entre a carreira e a família significa aprender ir em direção às ambições profissionais sem que isso seja um obstáculo para o bem-estar de todos em casa. Compartilhar os projetos de trabalho, comunicando e dividindo antes as metas e sonhos profissionais, permite que a família participe e não se sinta excluída. A comunicação é uma das ferramentas mais importantes no equilíbrio da gestão familiar.

::: Entender quais são suas prioridades
A administração do tempo não é algo que tem a ver com a quantidade de horas à sua disposição especificamente, mas depende das nossas escolhas, do jeito como utilizamos nossos recursos, em que vamos direcionar a nossa energia, foco e entusiasmo. Estar em equilíbrio e administrar o próprio tempo e prioridades significa tomar decisões claras e em harmonia com o que é importante e essencial para nós.

Antes de pegar a agenda para organizar as tarefas, dedique alguns minutos para refletir e responder a algumas questões como: “O que é realmente importante para mim?”, “O que me faz feliz e satisfeita?”, “O que quero nos próximos anos?”, “Quais os objetivos mais importantes para mim?”. Uma adequada organização da agenda e do tempo começa com uma profunda análise dos próprios valores, objetivos e prioridades. Esse processo reflete positivamente no ambiente da casa.

::: Empatia e amor
A construção da realidade familiar é diária. É importante se colocar no lugar do outro e ver a realidade com os seus olhos. É fundamental cuidar da família como um ser vivo, que precisa de atenção, dedicação e amor para sobreviver de forma saudável e não se perder na solidão emocional. No exemplo e na coerência de nós adultos, os nossos filhos se espelham, constroem o caráter, a identidade e a relação com a vida.

Leia mais
Comente

Hot no Donna