Ricky Martin assume homossexualidade

Cantor está escrevendo memórias

Escrever suas memórias foi libertador, segundo o cantor
Escrever suas memórias foi libertador, segundo o cantor Foto: Divulgação

O cantor porto-riquenho Ricky Martin assumiu nesta segunda-feira sua homossexualidade, a qual chamou de “um presente dado pela vida”, e anunciou que está escrevendo suas memórias, cujo processo descreveu como “muito intenso, angustiante e doloroso, mas também libertador”.

O artista fez tais revelações por meio de um texto publicado em seu site oficial intitulado “En los últimos meses me di a la tarea de escribir mis memorias” (“Nos últimos meses me dediquei à tarefa de escrever minhas memórias”, em tradução livre).

Segundo o texto, a decisão de escrever o ajudou a se libertar “de coisas que vinha carregando há muito tempo”.

“Juro que cada palavra que estão lendo aqui nasce de amor, purificação, fortaleza, aceitação e desprendimento. Que escrever estas linhas é a aproximação à minha paz interna, parte vital da minha evolução. Hoje aceito minha homossexualidade como um presente dado pela vida. Me sinto abençoado de ser quem sou”, escreve Martin.

De acordo com o cantor, “muita gente” lhe disse que “não era importante” confessar sua homossexualidade, pois “tudo o que tinha alcançado colapsaria”. Ricky Martin diz que tais conselhos vieram de pessoas que ama “com loucura”, mas que tinha que seguir adiante.

“Deixar-me seduzir pelo medo foi uma verdadeira sabotagem à minha vida”, afirmou o artista. “Hoje me responsabilizo completamente por todas as minhas decisões, e por todas as minhas ações”, acrescentou. Martin disse precisar estar à altura de seus filhos, os quais chamou de “duas criaturas de luz”.

“Continuar vivendo como fiz até hoje seria tornar opaco indiretamente esse brilho puro com o qual meus filhos nasceram”, acrescentou o cantor, que é pai de gêmeos desde 2008.

Ricky Martin afirmou não saber o que acontecerá com ele de agora em diante, pois está focado no presente e que estes anos “em silêncio e reflexão” o fortaleceram e fizeram-no lembrar que “o amor vive” dentro dele, que encontrou “a aceitação” dentro de si e que “a verdade só traz a calma”. gente” lhe disse que “não era importante” confessar sua homossexualidade, pois “tudo o que tinha alcançado colapsaria”. Ricky Martin diz que tais conselhos vieram de pessoas que ama “com loucura”, mas que tinha que seguir adiante.

“Deixar-me seduzir pelo medo foi uma verdadeira sabotagem à minha vida”, afirmou o artista. “Hoje me responsabilizo completamente por todas as minhas decisões, e por todas as minhas ações”, acrescentou. Martin disse precisar estar à altura de seus filhos, os quais chamou de “duas criaturas de luz”.

“Continuar vivendo como fiz até hoje seria tornar opaco indiretamente esse brilho puro com o qual meus filhos nasceram”, acrescentou o cantor, que é pai de gêmeos desde 2008.

Ricky Martin afirmou não saber o que acontecerá com ele de agora em diante, pois está focado no presente e que estes anos “em silêncio e reflexão” o fortaleceram e fizeram-no lembrar que “o amor vive” dentro dele, que encontrou “a aceitação” dentro de si e que “a verdade só traz a calma”.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna