Sai o nude, entra o camelo: conheça outro tom que faz sucesso neste inverno

Origem do nome vem de um clássico da moda, o camel coat

Miuccia Prada usou o camelo em casacos de couro, na semana de moda de Milão
Miuccia Prada usou o camelo em casacos de couro, na semana de moda de Milão Foto: AP

A cor do inverno tem nome de bicho e é originária de uma peça clássica do mundo fashion. Pode ter certeza, assim como o off-white ou o nude, você ainda vai ouvir falar muito do camelo. Difícil mesmo é defini-lo. Para a stylist Nina Garcia, autora do livro As cem mais, é “uma cor de canela dourada, com tons de vermelho e levemente marrom”. De fato, a primeira reação ao se deparar com uma peça camelo é dizer que ela é marrom. Mas um olhar mais atento dirá que, assim como o nude não é salmão e o off-white não é branco, o camelo não é marrom.

A coordenadora do curso de design de moda da Faculdade Anhembi-Morumbi, Eloize Navalon, explica que a criação de tabela de cores específicas não é exclusividade da moda, mas do mundo artístico de um modo geral.

– Está muito associado às indústrias de corantes, de fios e de tecidos. É comum ouvirmos de uma empresa `o meu nude é diferente do concorrente`, quando, na verdade, nude é apenas uma variação de tons de pele – exemplifica.

Para quem pensa que essa onda de batizar cores como tendência é novidade, a professora lembra que ela sempre existiu. O que se observa agora é que algumas expressões do universo da moda se tornaram mais públicas.

– Se você pegar publicações antigas, vai encontrar as mesmas expressões – desafia.

E como é decretado que a cor X será o tom da estação? A partir do que é visto nas principais semanas de moda do mundo. Jornalistas especializados percebem, nos desfiles, que determinado estilo tem aparecido repetidamente, e propaga aos quatro cantos que aquela será a tendência da próxima temporada. Isso vale também para as cores.

Foi exatamente assim que ocorreu com o camelo. A origem do nome vem de um clássico da moda: o camel coat ? espécie de mantô bem quentinho feito com o pelo do camelo. Inicialmente, a cor foi mesmo usada em casacos e trench coats, mas os estilistas decidiram ampliar os horizontes e abusaram do tom nas passarelas das principais semanas de moda da Europa e de Nova York. Logo virou febre no gelado inverno do hemisfério norte. Em bolsas, sapatos, calças, saias, blusas, vestidos; em look monocromático ou misturado com tons fortes ou claros, lá estava o camelo. Chegou até a ser batizado pelos fashionistas como o novo preto.

Na última coleção de Miuccia Prada, o camelo esteve presente em casacos de couro. Já Stella McCartney vestiu uma modelo apenas com um cardigã no tom do inverno. Até a clássica bolsa Chanel 2.55 aderiu à novidade. Em seu livro, Nina Garcia elege o camel coat como um dos 100 itens fashion indispensáveis.

– Toda garota deveria ter um casaco desses para aqueles dias de inverno em que se precisa de uma alternativa para o casaco preto.

Por aqui, a tendência ainda é tímida, mas tem tudo para pegar.

Greyge
Para quem pensa que o camelo é a única novidade do inverno, pode ficar de olho em uma outra cor. Ainda sem tradução para o português, o greyge ? mistura de grey e beige, cinza e bege, respectivamente, em inglês ? já tem sido apontado como o novo nude por conta do seu tom sóbrio e elegante. Para alguns, ganhou a velha denominação de “cor de burro quando foge”.
Também foi apresentado por estilistas internacionais em algumas das mais influentes passarelas, como Balenciaga, Chloe, Dior, Marc Jacobs, Oscar de la Renta, Valentino, Herve Leger, Nina Ricci, Vivienne Westwood, Stella McCartney, entre outros. Assim como o camelo, apareceu em look inteiro, misturado com cores neutras ou apenas em detalhes, como bolsas e sapatos.

Off-white
Variação de branco, mas com aquela cara de velho, guardado, o off-white foi febre há algumas temporadas e ganhou lugar cativo na tabela de cores do universo fashion. Palavra também originária do inglês, significa branco-sujo.

Nude
“Variações de tons de pele.” Simples assim. Essa é a definição da coordenadora do curso de design de moda da Faculdade Anhembi-Morumbi, Eloize Navalon, para a cor que foi febre no verão passado: o nude. Na prática, o nude (nu, em inglês) é aquela cor que dá a impressão de que a pessoa está despida. Um batom nude, por exemplo,
é aquele que deixa a boca com cor de boca. Mas, claro, sem dar a impressão de que ela não tem vida.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna