Saiba como evitar que o ciclo menstrual atrapalhe os exercícios

Sintomas como inchaço, dores e alteração do humor podem ser amenizados por contraceptivos hormonais e por uma alimentação balanceada

Sintomas típicos do período menstrual podem prejudicar o rendimento físico das mulheres
Sintomas típicos do período menstrual podem prejudicar o rendimento físico das mulheres Foto: Divulgação

Alguns sintomas típicos do período menstrual, como inchaço, dores e alterações de humor, podem prejudicar o rendimento físico das mulheres. É evidente que para as atletas de verdade, a situação é ainda pior, pois o desânimo pode afetar a sua rotina de treinos diários, porém, qualquer mulher pode sentir menos vontade de praticar exercícios físicos quando a menstruação se aproxima. A ginecologista do esporte Tathiana Parmigiano afirma que é importante trabalhar para que esses sintomas não atrapalhem as atividades das mulheres.

? Toda mulher está sujeita a variações hormonais inerentes ao ciclo menstrual. Mas podemos tentar fazer com que a prática e o desempenho não sejam prejudicados por isso. A ginecologia do esporte é uma nova aliada e está atenta a essa realidade ? explica.

Segundo a especialista, um dos segredos para combater o desconforto gerado pela fase menstrual está nos contraceptivos hormonais. Eles podem minimizar os sintomas de  tensão pré-menstrual (TPM) e a quantidade de fluxo. Ele permite ainda, no caso das atletas, o planejamento do ciclo de acordo com o calendário de treinos e competições.

Uma alimentação balanceada também desempenha papel importante e pode auxiliar à prática de atividades físicas. Nutrientes como cálcio, magnésio e vitamina B6 podem minimizar a TPM.

? O cálcio é comum no leite, iogurte, queijo e seus derivados. Já carnes, cereais integrais, banana e batata são fontes naturais de vitamina B6. O chocolate é também rico em magnésio, o que traz aquela sensação de “calmaria” por causa da serotonina ? orienta a ginecologista.

No entanto, a ingestão de chocolate deve ser feita com restrição, por ter alto calórico e ser rico em gordura. Outros nutrientes indicados são os ácidos graxos essenciais encontrados nas castanhas do Pará, nozes, amêndoas. Além desses, beber água, chás de ervas e alimentos diuréticos podem ajudar quando a sensação de peso e inchaço aparece.

Alternativa para atletas

Além de minimizar os efeitos desse período, as atletas podem optar ainda por não menstruar. Segundo a médica, a alternativa de não menstruar deve ser individual e não há problemas, desde que seja algo planejado e bem orientado.

Para isso são usados contraceptivos hormonais, como pílulas, anel vaginal, adesivo, implante subdérmico ou um determinado tipo de DIU. Contudo, Tathiana alerta para a ausência de menstruação casual, que pode ser sinal de uma síndrome chamada de tríade da mulher atleta, que inclui desordem alimentar, distúrbios menstruais e alterações ósseas, e deve ser tratada da maneira mais precoce possível.

? A tríade é desconhecida por 80% das atletas, e pode acontecer com mulheres de qualquer nível competitivo, sendo as corredoras uma população de maior risco. O diagnóstico precoce torna-se essencial, pois permite o tratamento adequado, evitando-se complicações a médio e longo prazo, além de evitar que as atletas sejam afastadas das atividades ? complementa.

Leia mais
Comente

Hot no Donna